A Secretaria Municipal da Habitação de Araguaína, divulgou uma lista no Diário Oficial do Município desta quarta-feira, 26, contendo o nome de 39 pessoas que moram no Residencial Construindo Sonho e convocando-as para apresentarem documentação e suas defesas sobre essas casas. A Secretaria constatou irregularidades após realizar visitas técnicas no residencial, como casas abandonadas, cedidas, alugadas, invadidas e trocadas.

De acordo com o secretário municipal da Habitação, Geraldo Silva, a vistoria técnica foi realizada no período de 23 a 30 de março. As visitas in loco foram realizadas em todas as casas do residencial, para verificar se realmente as pessoas que tinham sido selecionadas no Programa Minha Casa Minha Vida estavam morando nelas.

Das 416 casas, houve a constatação de 39 com irregularidades; sendo 23 abandonadas, oito tinham sido cedidas, uma incendiada, cinco alugadas, uma invadida e uma trocada.

As pessoas que foram convocadas e que estão com o nome na lista, devem ir até a Secretaria Municipal de Habitação até o dia 12 de junho, no período das 8h às 12h, impreterivelmente, para apresentar informações a respeito da situação das casas. A Secretaria fica localizada na Rua Humberto de Campos, nº 508, Bairro São João.  “Essas pessoas vão apresentar as suas defesas, o porquê dessa situação”, destacou o secretário.

Após esse processo, será feito um relatório que será encaminhado para a Caixa Econômica Federal e também será repassado para o Ministério Público Federal e Estadual. “As casas são da Caixa e é ela que vai analisar cada caso. Só é a Caixa quem pode fazer o distrato, ou seja, desfazer o contrato das casas”, explicou Silva.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.