58 pedras de crack foram encontradas por um médico legista de Araguaína dentro da vagina de uma mulher que foi morta na noite desta sexta-feira, 22.

O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), onde as pedras de crack foram encontrada durante o exame de necropsia.

O nome da mulher não foi revelado, segundo a Polícia Militar ela tinha 33 anos e foi morta no setor Itaipú com um tiro na cabeça.

Ainda segundo a PM a vítima teria envolvimento com o tráfico de drogas, fato que teria levado a sua execução, nenhum suspeito do crime foi preso.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.