Desde as 7h da manhã, 262 produtores rurais da região de Araguaína fazem os fornecimentos de leguminosas, frutas e verduras ao Compra Direta nesta segunda, 25. No galpão do programa, localizado na frente do CAT, durante todo o dia de hoje está sendo feita a pesagem, seleção e classificação dos alimentos, comprados pelo Programa de Aquisição de Alimentos. A partir desta terça, dia 26, as 97 entidades de Araguaína beneficiadas poderão retirar os alimentos doados pelo Compra Direta.

Ao executar o programa, a intenção, segundo o secretário do Desenvolvimento Econômico, é fomentar o desenvolvimento econômico e fortalecer a agricultura familiar na região. “Com o Compra Direta, o agricultor tem a venda garantida da produção excedente e as entidades serão beneficiadas ao recebê-lo para seu consumo”, afirmou o secretário Joaquim Quinta Neto, assegurando que no Município o programa demonstra bons resultados.

“Nosso desafio agora é aumentar o número de fornecedores, de entidades beneficiadas e, consequentemente, o número de mesas que receberão esses alimentos”, arrematou. Ainda de acordo com ele, somente em 2014, os produtos do Compra Direta chegaram às mesas de aproximadamente 15 mil beneficiários diretos.

Produtores

Seu Domingos dos Santos sabe bem a importância desse programa. Ele tem uma pequena propriedade a cerca de 20 km de Araguaína e acredita que uma das melhores vantagens do Compra Direta é a ausência do atravessador, figura que já fez ele pensar em desistir do campo. “Hoje vendemos direto para o consumidor e a forma de pagamento é à vista”, garantiu ele, que há quatro anos fornece milho ao programa. “Antes tínhamos grandes prejuízos e agora temos a garantia que o produto vai ser vendido”, destacou.

Além dele, dona Cidinilha Dias esteve na manhã de hoje fornecendo bananas ao programa. A produtora de Babaçulândia vende o produto para o Compra Direta desde 2009 e já conseguiu com as vendas quitar parte de um financiamento bancário. “A gente não precisa sair de porta em porta, vindo aqui a gente vende tudo e recebe tudo de uma vez. Para nós compensa”, disse.

Beneficiados

Uma das 97 entidades que vão receber as doações nesta terça será a Fundação de Atividade Municipal Comunitária (Funamc). Segundo a superintendente da Fundação, Cleide Melo, com os alimentos são feitas cestas básicas para distribuição das famílias em vulnerabilidade social. “Atualmente cerca de 2 mil famílias cadastradas recebem diariamente as cestas básicas na Funamc. Todo mundo sai satisfeito”, destacou.

Compra Direta

O Compra Direta é voltado para agricultura familiar, representando um grande benefício para os produtores rurais do Município, pois é a certeza da comercialização dos seus produtos a preços justos. Além disso, o programa contribui para a redução da desnutrição alimentar nas camadas mais carentes da população. Os produtos adquiridos no Compra Direta são doados para 97 instituições em Araguaína, entre entidades filantrópicas, como a Casa Tranoi e Casa do Idoso, escolas e creches municipais.

O programa abrange 10 cidades, além de Araguaína. O local de entrega dos produtos é o Centro de Recebimento e Distribuição, localizado no Setor Cimba, em frente ao Centro de Atividades do Trabalhador (CAT). Mais informações podem ser obtidas através do telefone (63) 3414-7457.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.