Os conselheiros da Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE/TO) analisaram 26 processos durante sessão. Entre eles, a prestação de contas, de 2012, do Fundo de Saúde de Itaguatins.

Por irregularidades, a então gestora responsável, Marcia Santos Albuquerque, terá que devolver aos cofres públicos mais de R$ 500 mil. As decisões foram publicadas no Boletim Oficial nº 185 do dia 29 de abril de 2015.

Abaixo, confira o resultado da prestação de contas de ordenador de despesas:

Exercício financeiro de 2012: Fundo Municipal de Saúde de Itaguatins- Julgamento pela irregularidade.

Duplicidade da folha de pagamento, desconformidades na aquisição de peças para unidade ambulatorial e concessão de diárias sem documentação comprobatória foram algumas das irregularidades identificadas na prestação de contas de ordenador de despesa do Fundo de Saúde de Itaguatins (2012). Pelas irregularidades, à então gestora, Marcia Santos Albuquerque Gomes, foi imputado débito equivalente a R$ 551.893,35, no qual terá que devolver aos cofres municipais.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.