Luiz Fernando da Silva Almeida, de 27 anos, conta detalhes como matou a própria mãe. Ele fala para repórteres que deu um tapa do lado esquerdo da cara dela. Ela caiu da cama e ele a sufocou com a mão na boca. Ele conta que ela começou a morder as unhas dele e a ficar sem fôlego, em seguida ele colocou o pé na cabeça dela.

Conta ainda que a vítima lutou para tentar sobreviver, após ser agredida repetidas vezes. O corpo de Tereza Maria da Silva Almeida, de 52 anos, foi encontrado nesta segunda-feira,11, pelo marido, em um dos quartos da casa da família, em Araguaína.

O crime teria acontecido durante uma discussão entre mãe e filho. Segundo a polícia, o rapaz é usuário de drogas. Conforme um laudo parcial do IML, a mulher sofreu traumatismo craniano, apontado como a provável causa da morte. O laudo final tem 30 dias para ser finalizado.

Na casa onde o crime aconteceu, no setor Brasil, nenhuma movimentação foi registrada nesta terça-feira,12. O corpo de Tereza Maria foi levado para Carolina (MA) onde parte da família mora. A previsão da família é de que o enterro seja realizado nesta tarde.

Prisão

Luiz Fernando foi preso aproximadamente duas horas após o crime, no setor Anhanguera. De acordo com a polícia, depois de fugir da casa da família, ele foi até uma empresa de vigilância localizada no bairro e tentou chamar uma pessoa que seria funcionária do local.

Renê Rodrigues, dono da empresa, disse que nenhum dos funcionários conhece o rapaz. Ele conta que o suspeito não estava armado, mas parecia confuso quando conversava. Dois vigilantes estavam de plantão no momento. Eles estranharam a movimentação e chamaram a polícia, que prendeu o rapaz.

Entenda

Tereza Maria da Silva Almeida foi espancada até a morte na tarde desta segunda-feira (11), em uma casa no centro de Araguaína. O principal suspeito do crime é o filho dela. De acordo com a Polícia Militar, a mulher de 52 anos, foi encontrada pelo marido em um dos quartos da casa, que fica no setor Brasil.

O homem, que não teve a identidade revelada, é padrasto do rapaz e disse à polícia que havia saído de casa e que não sabe como o crime aconteceu. Luiz Fernando da Silva Almeida, de 27 anos, é o filho da vítima e, de acordo com a PM, teria ficado em casa com a mãe por cerca de uma hora. Quando o padrasto dele voltou para casa encontrou a mulher morta e o rapaz já não estava mais no local. Ele foi preso e confessou o crime.(Informações do G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.