Em mensagens de áudio postadas e compartilhadas em vários grupos de WhatsApp, durante esta segunda-feira, 2, proprietários de carros e motocicletas de Marabá, revoltados com as blitzes frequentes do DMTU (Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano) e do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), incitam uns aos outros a se reunirem em motim e investirem contra o poder público municipal a fim de frear à força as fiscalizações.

Eles ameaçam quebra-quebra na prefeitura, na Câmara Municipal, no pátio de retenção, de onde tirariam os veículos apreendidos, e manifestações ruidosas na porta casa do prefeito Tião Miranda e até na porta casa da mãe do gestor municipal.

Procurado pelo Blog, o DMTU, por meio de sua diretoria, informa que hoje, logo cedo, detectou essas mensagens, fez cópias dos áudios, inclusive com os números de celulares de onde foram originados nos vários grupos, e registrou Boletim de Ocorrência na 23ª Seccional Urbana de Polícia Civil. Em um dos áudios, a pessoa afirma que “as blitze estão demais” e, partir do momento em que apreendem o veículo “estão roubando” aquele patrimônio, já que não foram autorizados a rebocá-los. A pessoa argumenta que “ninguém vai deixar de comer pra pagar IPTU” e, por isso, milhares devem se reunir para lutar contra a blitze.

Em outro áudio, a pessoa aconselha que “a população de Marabá”, siga o exemplo de Goianésia, onde, segundo a gravação, o prefeito foi pressionado a mandar o Detran se retirar da cidade e ordenar que o Departamento de Trânsito daquela cidade suspendesse as fiscalizações. Em mais uma gravação outra pessoa diz: “Vamos reunir a galera aqui de Marabá, bora lá pra Câmara Municipal, bora entrar lá, e vamos acabar com isso lá, no cacete. Entendeu? Bora, acabar com tudo, derrubar tudo. Entendeu?”.

A princípio, em uma das gravações, eles marcam a ação para sexta-feira (6), “que dá tempo de organizar uma galera boa”. “Tem que ir muita gente mesmo pra ver que nós não estamos de brincadeira. E bora pra cima”, ameaça. (Zé Dudu)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.