Prefeitura de Araguaína

O Tribunal de Contas do Tocantins julgou irregulares as contas de ordenador de despesas do Fundo de Saúde de Araguaína, referentes ao exercício financeiro de 2013, do governo do atual prefeito Ronaldo Dimas (PR) e que tinha Rubens Carlos Neves, gestor da pasta na época.

De acordo com a decisão houve irregularidades na contratação de serviço de consultoria técnica para realizar estudos de viabilidade para implantação do Centro de Reabilitação Municipal, bem como na contratação de serviços de exames laboratoriais, de serviços de internação compulsória de dependentes químicos, deficiências estruturais e de conservação dos prédios administrados pelo ente e inexistência de Sistema de controle de escalas dos profissionais da saúde.

Foi aplicada multa no valor de R$ 8.920,18, correspondente a 5% do valor do débito imputado, e R$2.000,00 por todos os atos irregulares que culminaram em infrações às normas legais, praticados durante sua gestão.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.