Participante da 12ª edição Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), a aluna do Colégio Estadual João XXIII, Neurielly Ribeiro da Luz, 18 anos, conquistou, na disputa de 2016, medalha de bronze. A representante tocantinense contou que foi a realização de um sonho. “Sempre tive facilidade com matemática, mas não conseguia ir para a 2º fase da Obmep. Já na 3ª série do ensino médio me dediquei às provas e consegui medalha de bronze”.

Por ter um excelente histórico escolar e boa pontuação no Exame Nacional do Ensino Médio em 2017, Neurielly Luz foi uma das contempladas pelo Instituto TIM – Obmep com uma bolsa de estudos. A ex-aluna de Colinas iniciou o curso de Engenharia Civil na Universidade Federal de Goiás (UFG) este ano.

O Instituto oferta, para 50 estudantes medalhistas da Obmep, bolsas mensais no valor de R$ 1.200,00. Para participar, o estudante precisa ter ganhado uma medalha de ouro, prata ou bronze em alguma edição da Olímpiada, o que lhe dá a oportunidade de ingressar em universidades públicas. De acordo com a equipe do Instituto, a operadora busca, por meio das bolsas de estudo, reforçar o ensino de ciências e matemática na rede pública, a gestão da cultura e das cidades, além de proporcionar as pessoas que estão fora da escola o ensino tecnológico a distância e o empreendedorismo dos jovens universitários.

O projeto dá apoio financeiro aos talentos vindos de famílias de baixa renda, para que possam cursar a universidade. Atualmente, 143 estudantes de 19 estados recebem as bolsas.

Segundo a professora de Matemática, Maria do Socorro Barboza Venceslau, do Colégio Estadual João XXIII, em Colinas do Tocantins, Neurielly Luz foi excelente aluna. “Muito dedicada e estudiosa, possuía excelentes notas e sempre se destacou nas atividades que eram propostas. Foi merecida a medalha que recebeu e ser contemplada com a bolsa Instituto TIM é o reconhecimento de todo o seu esforço”, disse.

Jailda Nunes Venceslau Lacerda, coordenadora Pedagógica do João XXIII, evidenciou a felicidade da equipe em ter estudantes sobressaindo no cenário nacional. Para a coordenadora pedagógica, “o colégio ter seus alunos se destacando no país é muito importante, pois mostra o compromisso e o engajamento de toda a equipe com a educação”.

“A nossa escola sempre estimulou os alunos a participarem de todas as olímpiadas que se enquadram no perfil da unidade, pois a dedicação aos estudos amplia os horizontes, e concretiza sonhos”, reforçou Maria Lindacy Frasão Mendes, gestora da unidade.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.