Gleisi Hoffmann

As ligações do Partido dos Trabalhadores com países árabes, todos eles muçulmanos, são conhecidas. Durante o governo do ex-presidente Lula e, posteriormente com Dilma Rousseff, o Brasil se aproximou de vários deles.

Em diferentes ocasiões, Lula esteve com líderes como Muamar Kadafi, da Líbia, a quem chamava de “amigo e irmão”.

Segundo a delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci, essa amizade resultou no envio ao Brasil, “secretamente”, US$ 1 milhão para financiar a campanha do ex-presidente em 2002.

Em diferentes ocasiões, Lula promoveu uma aproximação com os países árabes, tendo recebido da rede Al-Jazera, do Catar, o título de “porta-voz do Terceiro Mundo”.

E foi justamente pela Al Jazeera que a senadora Gleisi Hoffmann, em vídeo divulgado nesta terça-feira com legendas em árabe, dirigiu-se aos antigos aliados: “Me dirijo ao mundo árabe através da Al Jazeera para denunciar a prisão política do ex-presidente Lula. Lula é um grande amigo do mundo árabe. Em toda a história o Brasil recebeu milhões de árabes e palestinos, mas Lula foi o único que visitou o Oriente Médio. Em seu governo o comércio com a região multiplicou por cinco. Em 2005, Lula promoveu em Brasília a primeira Conferência da América do Sul com o Mundo Árabe, estendendo os laços entre as regiões. Lula sempre defendeu a existência do Estado Palestino”, lembrou ela.

Terminou seu breve relato, onde alegou que a prisão do petista seria “ilegal”, fazendo um apelo para que os países árabes se juntassem ao PT em sua luta pela libertação do ex-presidente. (Por: Jarbas Aragão/Golpel Prime)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.