Deputado Rocha Miranda

O deputado estadual Rocha Miranda (SD) foi acordado na manhã desta segunda-feira, 03, por Agentes da Polícia Federal, em mais uma operação batizada como Rota 26.

O parlamentar foi encaminhado para a sede da instituição para prestar depoimentos e esclarecer para a PF e para Controladoria Geral sobre sua suposta participação em uma organização criminosa que operou um esquema de desvio de recursos públicos destinados a obras de implantação e recuperação de estradas vicinais em projetos de assentamento situados em municípios do Estado do Tocantins.

O também deputado estadual Zé Roberto (PT), foi levado coercitivamente para prestar depoimento e disse que a maioria dos convênios são de 10 e 12 anos atrás, época em que o atual deputado Rocha Miranda era prefeito de Araguatins, e um dos convênios que está sendo alvo da investigação foram firmados com esta prefeitura. “O Rocha Miranda era prefeito de Araguatins na época. Araguatins é o município que mais tem assentamento no Tocantins e um dos questionamentos feitos pela polícia foi a respeito desse convênio, que na minha avaliação não trouxe nenhum dano ao erário público”, opinou o deputado Zé Roberto.

A Controladoria Geral da União (CGU) investiga três convênios e quatro contratos com municípios da região do Bico do Papagaio, firmados no período de 2008,2009 e 2010. Zé Roberto afirmou ainda que esclareceu o que se lembrava e reforçou que não compactuou com qualquer irregularidade. “São convênios antigos com as prefeituras de Araguatins, Buriti e Esperantina. Na época eu era superintendente, então eu me lembro que os órgãos de controle até diziam que a gente era rígido demais nos controles, que a lei não autorizava a gente ser tão rígido. Não tive conhecimento de nenhuma irregularidade”.

Na saída da sede da PF, o deputado estadual Rocha Miranda não quis falar com a imprensa e apenas xingou os repórteres de várias emissoras e veículos de comunicação que estavam no local.

Rocha Miranda já foi conduzido outra vez para prestar esclarecimentos à Polícia Federal sobre desvios de recursos, essa é a segunda vez, havendo uma terceira vez já pode pedir música no “Fantástico”.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.