Encontra-se recolhido na carceragem da Cadeia Pública de Tocantinópolis, Lázaro Damasceno Ferreira, 39 anos de idade. Ele é suspeito pela prática do crime de tentativa de homicídio e foi capturado por policiais civis da 2ª Delegacia Regional de Tocantinópolis, coordenados pelo delegado regional, Tiago Daniel de Morais, mediante o cumprimento de mandado de prisão preventiva, quando se encontrava em uma agência bancária, no centro da cidade.

Conforme o delegado Tiago, os policiais civis da 2ª DRPC receberam informações de que um foragido da justiça, por tentativa de homicídio, estaria em um banco da cidade. Desta maneira, os policiais, após realizar diligências, constataram a veracidade da informação e foram até o estabelecimento com o intuito de prender o suspeito.

No local, os agentes abordaram Lázaro e confirmaram que, de fato, ele era procurado pela Justiça tendo mandado de prisão em aberto. Ao realizar uma busca pessoal no indivíduo, os policiais encontraram em apreenderam uma faca que o homem portava.

Lázaro foi conduzido para a Central de Flagrantes da cidade, onde o delegado deu cumprimento ao mandado de prisão em aberto, que havia contra Lázaro. Após os procedimentos legais, o homem foi recolhido à carceragem da Cadeia pública de Tocantinópolis, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

O crime

Segundo o delegado regional, no dia 7 de novembro de 2004, Lázaro Damasceno Ferreira foi até um bar de propriedade da vítima, localizado no Setor Alto Bonito, chegando no exato momento em que mulher já estava fechando o estabelecimento. Mesmo assim, Lázaro pediu uma dose de cachaça. A proprietária, então, abriu novamente o estabelecimento comercial e, no momento em que servia a dose de pinga para o acusado, foi surpreendida com três golpes de faca, desferidos pelo suspeito que a atingiram no tórax.

Após cometer o crime, Lázaro fugiu do local e também da cidade, de onde ficou ausente por mais de 12 anos. A mulher foi socorrida ao hospital da cidade, mas devido à gravidade dos ferimentos, foi encaminhada ao Hospital Regional de Araguaína, onde permaneceu em estado grave por seis dias, mas conseguiu se recuperar.

Poucos dias depois do crime, os policiais civis da 2ª DRPC, através de investigações, conseguiram identificar Lázaro Damasceno Ferreira como sendo o autor da tentativa de homicídio e, desta maneira, o juiz da Comarca da cidade, expediu mandado de prisão preventiva contra o indivíduo, o qual permanecia foragido até esta quinta-feira, quando foi capturado pela Polícia Civil.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.