Criação de bancada católica na Câmara de Palmas foi discutida em reunião

A criação de uma bancada católica na Câmara de Palmas foi discutida na manhã desta quinta-feira, 20, durante um encontro entre vereadores, o presidente da Casa, José do Lago Folha Filho, e o representante da Arquidiocese na capital, padre Eduardo Augusto Zanon.

De acordo com o pároco, a discussão foi produtiva e espera-se uma aproximação entre a igreja e a Casa de Leis. “Estamos articulando com os vereadores para que valores sociais sejam trabalhados com mais amplitude. Isso porque a espiritualidade é importante em todos os ambientes”, destaca.

Para o presidente da Casa, a igreja católica também pode e deve estar presente nos debates que são de interesse da sociedade. “Estamos propondo também a criação da capelania da Câmara, que vem justamente para fortalecer a palavra de Deus nesta Casa. Para que um dia da semana um padre possa vir aqui pregar o evangelho para nós e nos fortalecer espiritualmente”, pontua Folha.

A vereadora Laudecy Coimbra apoiou a criação tanto da capela, quanto da bancada católica e destacou a importância do papel das igrejas na sociedade. “Elas exercem um papel social importantíssimo, porque ajudam o poder público na diminuição da violência, no controle das drogas, tiram os jovens da marginalidade, então as igrejas, sejam católicas ou evangélicas, cumprem a sua função social e nós devemos apoiar esse trabalho”, finalizou a parlamentar.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.