Aulas interdisciplinares em educação financeira envolvem estudantes de Araguaína

O Colégio Pré-Universitário de Araguaína (CPU) trabalha, de 3 a 5 de março, o tema Educação Financeira de forma transversal com a comunidade escolar. O objetivo do trabalho é conscientizar a comunidade escolar e suas famílias a respeito do equilíbrio dos gastos.

Para Jaldo Cruz de Arruda, diretor do CPU, a abordagem do tema acontece transversalmente envolvendo todas as disciplinas. “Cada professor escolhe como desenvolver o trabalho conforme suas possibilidades. A interdisciplinaridade está presente em todas as aulas nesse tema. O que interessa mesmo é garantir a aprendizagem efetiva dos estudantes para que se tornem consumidores conscientes”, disse.

Os trabalhos envolvem reflexões sobre compras a prazo ou à vista até a montagem de microempresa ficcional. Cada turma, com a orientação do professor desenvolve o trabalho direcionado a um assunto que retoma questões de educação financeira.

Na disciplina Arte, os estudantes do 7º ano trabalharam um texto sobre financiamento, juros e orçamento e concluíram o trabalho com a confecção de cartazes e socialização com todos os alunos.

A sustentabilidade e o meio ambiente foram abordados com ênfase na educação financeira, que busca conscientizar os estudantes sobre gastos equilibrados e consumir apenas o necessário, o que contribui para uma sociedade mais harmônica.

A partir dos trabalhos desenvolvidos, os estudantes podem, no âmbito familiar, conhecer boas práticas como aplicar o salário sem comprometer o orçamento. Situações didáticas como ir ao supermercado são utilizadas para que o estudante saiba equilibrar a renda disponível e evite desajustes nas contas.

Educação Financeira no Tocantins

O Estado do Tocantins participa do Programa de Educação Financeira na Escola desde 2010, quando iniciou-se o programa, tornando-se destaque em 2014. O Projeto Educação Financeira na Escola tem como objetivo promover a formação de discentes, visando desenvolver a cultura do planejamento, prevenção, poupança, investimento e consumo consciente, tornando-se também, multiplicadores junto a sua família.

Escola de Araguaína desenvolve práticas interdisciplinares em educação financeira

O Colégio Pré-Universitário de Araguaína (CPU) trabalha, de 3 a 5 de março, o tema Educação Financeira de forma transversal com a comunidade escolar. O objetivo do trabalho é conscientizar a comunidade escolar e suas famílias a respeito do equilíbrio dos gastos.

Para Jaldo Cruz de Arruda, diretor do CPU, a abordagem do tema acontece transversalmente envolvendo todas as disciplinas. “Cada professor escolhe como desenvolver o trabalho conforme suas possibilidades. A interdisciplinaridade está presente em todas as aulas nesse tema. O que interessa mesmo é garantir a aprendizagem efetiva dos estudantes para que se tornem consumidores conscientes”, disse.

Os trabalhos envolvem reflexões sobre compras a prazo ou à vista até a montagem de microempresa ficcional. Cada turma, com a orientação do professor desenvolve o trabalho direcionado a um assunto que retoma questões de educação financeira.

Na disciplina Arte, os estudantes do 7º ano trabalharam um texto sobre financiamento, juros e orçamento e concluíram o trabalho com a confecção de cartazes e socialização com todos os alunos.

A sustentabilidade e o meio ambiente foram abordados com ênfase na educação financeira, que busca conscientizar os estudantes sobre gastos equilibrados e consumir apenas o necessário, o que contribui para uma sociedade mais harmônica.

A partir dos trabalhos desenvolvidos, os estudantes podem, no âmbito familiar, conhecer boas práticas como aplicar o salário sem comprometer o orçamento. Situações didáticas como ir ao supermercado são utilizadas para que o estudante saiba equilibrar a renda disponível e evite desajustes nas contas.

Educação Financeira no Tocantins

O Estado do Tocantins participa do Programa de Educação Financeira na Escola desde 2010, quando iniciou-se o programa, tornando-se destaque em 2014. O Projeto Educação Financeira na Escola tem como objetivo promover a formação de discentes, visando desenvolver a cultura do planejamento, prevenção, poupança, investimento e consumo consciente, tornando-se também, multiplicadores junto a sua família.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.