A depressão é o tema desse ano para o Dia Mundial da Saúde, hoje, 07 de abril.  Com o lema “Vamos falar”, a Organização Mundial da Saúde (OMS) pretende chamar atenção para as formas de prevenção e tratamento da depressão. Esta data é celebrada desde 1950 e coincide com o aniversário da fundação da OMS, em 1948.
 

A depressão pode afetar pessoas de todas as idades, traz alto sofrimento mental e afeta a capacidade das pessoas para realizar até mesmo as mais simples tarefas diárias. Nos casos mais graves, a doença pode levar ao suicídio, considerada atualmente a segunda principal causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos de idade.

Diferentes fatores podem colocar em risco a saúde mental. Segundo a OMS, rápidas mudanças sociais, condições de trabalho estressantes, discriminação de gênero, exclusão social, estilo de vida não saudável, violência e violação dos direitos humanos podem afetar o estado emocional das pessoas. Outras situações como aspectos psicológicos e de personalidade específicos, podem tornar pessoas vulneráveis aos transtornos mentais. Além disso, causas biológicas, incluindo fatores genéticos, podem contribuir para esse quadro.

Prevenção

A prevenção é importante para evitar a depressão. Em Gurupi, o Serviço Escola de Psicologia do Centro Universitário UnirG já oferta atendimento psicológicos para comunidade de Gurupi e região desde 2008. A cada ano são mais de 1600 atendimentos gratuitos em várias áreas.

“O atendimento psicológico trabalha com a prevenção, para que as doenças mentais não cheguem a um grau que gere sofrimento mental e físico que impeçam a pessoa de ser autônoma. O apoio profissional é de extrema importância, pois auxilia a pessoa a lidar com as situações extremas e conflitivas do cotidiano, dando a ela maiores possibilidades e condições de repensar o seu modo de vida, procurar uma qualidade de vida e manter-se saudável”, explica a coordenadora do Sepsi UnirG e psicóloga, Dulcimara Moraes.

Ainda segundo Dulcimara, o Sepsi está aberto para atender a demanda da sociedade. “A pessoa pode buscar auxílio de acordo com a sua necessidade, que pode ser devido a um luto, depressão, dificuldades de relacionamento, transtornos de ansiedade, dificuldade de aprendizagem escolar, dificuldade de lidar com as emoções e até mesmo para autoconhecimento”.

Os atendimentos são realizados por acadêmicos do curso de Psicologia, sob a supervisão de professores. Os interessados podem procurar atendimento de forma espontânea ou tendo em mãos um encaminhamento médico. Também é necessário apresentar um documento de identificação. Menores de idade deverão estar acompanhados de um responsável. Após a avaliação, o atendimento poderá ser encaminhado para uma das seguintes áreas:

– Plantão psicológico: atendimento a pessoas em situação de crise, que estejam em estado de desequilíbrio momentâneo e que necessitem de uma atenção imediata e escuta ativa.

– Avaliação Psicológica: é um procedimento que visa avaliar aspectos do comportamento e personalidade do indivíduo, por meio de instrumentos validados para conhecer questões relacionadas a aprendizagem, funções cognitivas, orientação vocacional e profissional.

– Psicodiagnóstico: avaliação que busca uma compreensão acerca do individuo mais aprofundada, levando-se em consideração seus aspectos afetivos, emocionais e comportamentais, auxiliando o psicólogo no processo psicoterápico com o cliente. Para o individuo, o psicodiagnóstico auxilia na compreensão da sua personalidade e de si mesmo.

– Psicoterapia individual: destinado ao bem estar psicológico do adulto, busca da compreensão de si, resolução de problemas, reorientação profissional e de carreira, manejo de conflitos que ocorrem nesta fase da vida. São dificuldades que, por vezes, prejudicam o crescimento e a consciência para lidar com tais problemas.

-Grupo terapêutico infantil: atendimento a crianças entre 8 e 11 anos, com o objetivo de estabelecer uma relação saudável entre a criança e o ambiente. São abordados traumas, conflitos visando a busca e a transformação da autonomia da criança para que ela se torne mais saudável e positiva.

-Psicoterapia infantil e adolescente: procura, por meio da escuta ativa e da ludoterapia, trabalhar os traumas e conflitos que são desencadeados pelas crianças e adolescentes devido a problemas relacionais e ambientais.

 – Atendimento terapêutico para casais e famílias: a terapia de casal e de família tem o objetivo de trabalhar as questões que estão desestruturando ou tornando instável a convivência dos casais e das famílias. Busca uma compreensão maior dos padrões de relacionamento e de comunicação entre os membros, buscando uma harmonia e equilíbrio na convivência conjugal e familiar.

O Sepsi está localizado na Avenida Guanabara, esquina com a rua 09 (campus II). O horário de atendimento é das 08 às 12h e das 14 às 18h. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (63) 3612 7717.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.