A manhã desta quinta-feira (27) em Araguaína revelou uma noite de vandalismo e destruição nem diversos bairros da cidade. Uma série de hidrômetros foram quebrados e o desperdício de água foi notado pela população que fez o alerta às equipes da Odebrecht Ambiental | Saneatins para que os reparos fossem realizados. Até o início da tarde já haviam sido identificados mais de 80 hidrômetros danificados.

Em 2017, apenas nos três primeiros meses, a Odebrecht Ambiental | Saneatins já contabilizou cerca de 10 mil ocorrências, em todo o Tocantins, de vazamentos em kit cavaletes, que é a estrutura onde está instalado o hidrômetro na calçada. Nem todos os casos são relativos à vandalismos como os ocorridos em Araguaína. Em 2016 o número consolidado de ocorrências foi de mais de 40 mil casos.

Sandra Leal, gerente regional da Odebrecht Ambiental | Saneatins, destaca que as equipes da concessionária estão trabalhando em regime diferenciado para realizar todas as manutenções. “Tivemos de remanejar equipes para que todo esse volume pudesse ser atendido. Grande parte dos moradores tem aviso, mas muita gente ainda espera antes de fazer o aviso à concessionária, o que é errado. Assim que notar qualquer vazamento, pedimos que busque o quanto antes os nossos canais para avisar”.

A empresa destaca que o dano causado aos hidrômetros prejudica toda a população já que aumenta o volume de água desperdiçado e causa diversos transtornos aos moradores. A população deve informar a concessionária através do 0800 6440 195, ou ainda pelo aplicativo OApp, gratuito e disponível para smartphones.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.