Produto apreendido foi destruído no aterro sanitário

Fiscais da barreira volante da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) apreenderam cerca de 150 quilos de produtos de origem animal (linguiça, frango e salsicha), sendo transportados sem refrigeração e de forma inadequada. A ação ocorreu durante uma blitz, realizada na TO-010, em Araguatins, na quarta-feira, 26. O condutor da carga foi autuado em R$ 1 mil, já os produtos foram destruídos no aterro sanitário, por serem considerados impróprios para o consumo.

De acordo com o presidente da Adapec, Humberto Camelo, as barreiras volantes têm atuado em todo o Estado de forma contínua, com o objetivo de fiscalizar o trânsito vegetal, animal e os produtos e subprodutos de origem animal (carne, leite, pescado, ovos, mel e seus derivados). “Nosso intuito é combater a clandestinidade, evitar a proliferação de doenças e pragas, bem como, proteger a saúde pública”, acrescentando que a intensificação dessas ações é resultado da reunião promovida na última segunda-feira, 24, que discutiu a padronização das barreiras.

A mercadoria apreendida estava na carroceria de uma camionete, e seria destinada ao comércio local. “Orientamos de acordo com a legislação sanitária e de trânsito que prevê, entre outras, que os produtos devem ser transportados e armazenados de acordo com as indicações do rótulo do fabricante, para que a temperatura exigida seja garantida”, disse a gerente de inspeção animal, Joseanne Cademartori Lins.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.