O lavrador de 19 anos, foi morto na tarde desta segunda-feira (04), durante confronto com a Polícia Militar (PM) em uma chácara nas proximidades do assentamento rural de Vila Falcão, município de Araguatins. A força Tática da PM foi acionada para atender uma ocorrência onde o autor de posse de uma arma de fogo havia feito de refém uma tia sua.

Quando os policiais chegaram ao local foi recebido com vários disparos efetuados pelo o autor onde o mesmo dizia que não se entregava à polícia. Com o intuito de repelir a injusta agressão praticada pelo lavrador a PM revidou acertando o autor durante a troca de tiro. Ele ainda chegou a ser socorrido pela PM até o hospital de Araguatins, porém, não resistiu os ferimentos e veio a óbito. Com ele a PM apreendeu  cartuchos deflagrados e intactos e duas espingardas, uma cartucheira cal 28 e outra de fabricação artesanal encontrada no local.

A ação criminosa do autor teve início ainda na noite de ontem, domingo (03), quando a PM chegou a ir até aquela localidade, após receber denúncia de que o lavrador por motivos não revelados havia efetuado um disparo de arma nas costas do seu próprio pai, um sr. de 52 anos de idade com quem residia.

Testemunhas disseram a PM que o autor não conseguiu efetuar outros disparos porque o seu pai mesmo ferido conseguiu fugir sendo socorrido por um vizinho, o qual o levou até o povoado e em seguida conduzido até o hospital de Araguatins pelo Corpo de Bombeiros. A PM não tem conhecimento do estado clínico do pai do lavrador.

A tia do autor, juntamente com testemunha e os objetos apreendidos na ação foram apresentados na Central de flagrantes de Augustinópolis para os procedimentos.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.