Atividade padrão nos primeiros meses do ano, as formações voltadas para educadores e corpo administrativo das escolas são um importante momento de troca de experiências, ajuste pedagógico e reciclagem profissional. No Tocantins, todas as Diretorias Regionais de Educação (DRE) estão em fase final de realização desses cursos que movimentam a gestão escolar para o restante do ano letivo.

Na região do Bico do Papagaio, a DRE de Tocantinópolis adotou uma estratégia diferenciada para potencializar a abrangência dos programas de formação continuada. Neste ano, após consulta junto aos diretores das escolas vinculadas àquela Diretoria, ficou definido que os cursos seriam realizados de maneira descentralizada.

“Nós consultamos nossas escolas e colocamos duas situações: uma que seria a realização de todas as formações na sede da DRE, e a outra, descentralizar e realizá-las em quatro polos – um na sede e outros três nos municípios de Nazaré, Palmeiras e Augustinópolis”, explicou o diretor Regional de Educação de Tocantinópolis, Dorismar Carvalho de Sousa.

Ao todo, 240 profissionais da educação, entre professores, diretores escolares, coordenadores pedagógicos e técnicos administrativos das escolas, participaram das formações que iniciaram no dia 30 de março e terminam nesta sexta-feira, 1º de abril. Para o diretor Dorismar, a descentralização das formações contribuiu para uma maior participação dos educadores nas atividades.

“A questão do deslocamento sempre foi complicada. Como nós descentralizamos as formações, o traslado dos participantes ficou bem menor, o que facilitou o acesso às atividades propostas”, avaliou.

Entre os participantes das formações realizadas pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), a avaliação é positiva à medida que fortalece a educação pública estadual. Esses momentos, comentam os educadores, são fundamentais tanto para as escolas, quanto para quem trabalha nelas.

Maria Zélia Rodrigues da Costa é orientadora pedagógica do Colégio Estadual José de Souza, de Darcinópolis, e comentou que o período de formações no princípio do ano é muito importante para que o trabalho seja bem realizado. “Para nós, profissionais da educação, é fundamental termos esses momentos para adequarmos nossos planos de trabalho. Além disso, outro ponto positivo para este ano foi o retorno dos técnicos de currículo nas escolas, o que é primordial para a nossa atividade”, pontuou.

Realinhamento

Um dos pontos que são debatidos nos encontros dos educadores promovidos pelas Regionais de Educação é o realinhamento do conteúdo programático das escolas para o ano letivo. De acordo com a professora Adélia Sousa Porto, também de Darcinópolis, este alinhamento tem como objetivo final o aluno. “A gente sempre pensa na questão dos nossos alunos. Quando algum aluno é transferido de escola, por exemplo, é importante que o conteúdo da unidade de destino desse estudante esteja alinhado com o da antiga escola dele”, explicou.

A última etapa da formação no extremo norte do Tocantins foi realizada na Escola Estadual Raimundo Neiva de Carvalho, no município de Palmeiras do Tocantins. De acordo com a secretária geral da unidade escolar, Adriana Rabelo, a participação dos educadores foi massiva e satisfatória. “Nossa escola se preparou muito para receber esta formação e ficamos muito satisfeitos com o nível de participação dos professores, diretores e coordenadores pedagógicos. Isso é gratificante para o nosso trabalho”, destacou.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.