Um convite à reflexão empresarial sobre o desenvolvimento do país resume a palestra proferida pelo empresário da indústria do aço, idealizador e presidente do Conselho Superior do Movimento Brasil Competitivo (MBC), Jorge Gerdau. A palestra aconteceu na tarde desta quinta-feira, dia 7, no auditório da nova escola do SENAI (CETEC – Centro de Educação e Tecnologia), em Palmas.

A palestra principal, mediada pelo presidente executivo do MBC, Cláudio Gaspal, teve Gerdau como protagonista. Gerdau falou sobre a contribuição do Movimento Brasil Competitivo (MBC) para o desenvolvimento do país, citando a transferência de conhecimento do setor privado para o setor público, por meio do MBC, além de programas criados para contribuir com a gestão de empresas brasileiras. Na análise apresentada aos empresários, Jorge Gerdau evidenciou a importância de se investir no planejamento para a retomada do crescimento econômico do país. “A gestão estratégica e a gestão da operação exigem governança e liderança. Junta-se a isso a necessidade de aliar conhecimento técnico do processo para alcançar resultados excelentes”, apontou Gerdau.

O evento foi uma realização da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (FIETO) e Sebrae Tocantins e teve a presença de cerca de 250 pessoas, entre autoridades, empresários, professores e imprensa.

Para Roberto Pires, presidente da FIETO, a palestra de Jorge Gerdau serviu de ensinamento para que os empresários possam ter mais um pouco de esperança. “Para manter vivas as nossas empresas vamos precisar de muita consciência política e muito planejamento a longo prazo”, afirmou, acrescentando que o momento é crítico, e que o segmento industrial vem perdendo sua representatividade no PIB do País (chegou a 30% de participação e hoje representa apenas 9%) e não se vê nenhuma movimentação política. “O Brasil carece urgentemente das reformas, elas são os gargalos que impedem o desenvolvimento”, cobrou.

Na opinião do diretor superintendente do Sebrae Tocantins, Omar Hennemann, a palestra foi um momento ímpar de aprendizado e reflexão. “O nosso estado tem a necessidade de copiar os bons exemplos em projetos, ideias e pessoas. Hoje o doutor Gerdau nos deu uma luz, que foi a de que se a iniciativa privada se articular e juntar-se ao poder público é possível transformar o Tocantins”, arrematou Hennemann.

O especialista Guilherme Xavier, diretor executivo do MBC, proferiu a palestra que precedeu à apresentação de Jorge Gerdau abordando sobre os desafios da infraestrutura do país. “Continua sendo fundamental que o país faça um investimento a longo prazo para resolver os problemas de infraestrutura rodoviária, ferroviária, portuária e hidroviária para que o Brasil se torne mais competitivo”, afirmou Xavier.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.