Foi aprovado na tarde desta terça-feira, 12, na Comissão de Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle (CCJ) o parecer do deputado Ricardo Ayres em favor do financiamento para a construção da nova ponte de Porto Nacional sobre o rio Tocantins. A matéria é do Governo do Estado, que solicita aprovação para contratar 36 milhões de euros para o serviço junto ao Unicredit – Atividades Bancárias Coorporativas e de Investimento. A matéria deve ser votada ainda esta semana.

“Com este empréstimo, o governador Marcelo Miranda sinaliza o reconhecimento do Governo do Estado para com esta dívida com Porto Nacional, que é a construção da sua nova ponte que liga inúmeros municípios e representa desenvolvimento para o município e o Estado”, enfatizou Ayres durante a apresentação da relatoria.

Ricardo Ayres destacou que a interrupção do tráfego na ponte, como é de conhecimento público, tem causado inestimáveis prejuízos ao Tocantins. Ayres enumera, por exemplo, a competitividade do agronegócio que tem sido afetada em municípios como Palmas, Porto Nacional, Santa Rosa, Monte do Carmo, Taguatinga, Mateiros e Dianópolis, com a interdição da ponte.

Ayres destaca este como um momento que ficará marcado na história de Porto Nacional e do Estado. Isso porque através da construção da nova ponte estará garantido o pleno desenvolvimento do município e da região produtora do seu entorno, tendo acesso aos mercados internacionais e a plataforma multimodal instalada no seu distrito do Luzimangues. “Pra mim é um privilégio ter sido relator dessa matéria, o sentimento é de satisfação em participar desse momento que a meu ver se tornará histórico para o Tocantins”, finalizou Ayres.

Histórico

A ponte atual foi concluída no ano de 1978, e ao longo desses 38 anos teve sua estrutura irremediavelmente comprometida, já que desde 2003 laudos apontam a sua situação precária. Apesar de reformada uma vez, os preocupantes sintomas de ruimento forçaram, em 2011, a sua interdição relativamente para o trânsito de ônibus e caminhões, inclusive os pequenos cargueiros.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.