Policiais Civis de Araguatins, prenderam nesta sexta-feira,16, no Estado do Pará e também no Tocantins, os suspeitos do homicídio que vitimou o lavrador Manoel da Conceição, fato ocorrido no dia 14.11.2017, no Povoado Trecho Seco, município de São Bento – TO.

Eles são acusados pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver e foram capturados, mediante cumprimento a mandados de prisão preventiva, expedidos pelo Juízo da Comarca de Araguatins.

De acordo com o delegado, a primeira prisão ocorreu na cidade de Palestina – PA, onde foi cumprido mandado de prisão temporária em desfavor de Antônio de Jesus Araújo dos Santos, vulgo “Tuica”. Após ser preso, o indivíduo confessou, aos investigadores, a autoria do crime, entregando ainda seu companheiro na ação criminosa, Elisângelo de Oliveira Nunes, vulgo “Aleijadinho”, residente no Povoado Trecho Seco.

Ao ser ouvido pela autoridade policial, Antônio, forneceu detalhes da ação criminosa, confessando que ele e Elisângelo, mataram a vítima a pauladas e levaram o corpo para jogar no rio Araguaia, nas proximidades do Povoado Falcão, já no município de Araguatins – TO.

Segundo relatou o suspeito, o corpo foi levado numa moto, pilotada por Elisângelo, enquanto Tuica, na garupa, segurava o mesmo. Após chegar, nas proximidades do rio, os autores amarraram o cadáver a uma bomba costal cheia de concreto e soltaram no rio. Após a confissão, os investigadores acionaram a Perícia e o Corpo de Bombeiros de Araguatins – TO e foram ao local para as buscas.

As buscas foram feitas, mas o corpo não foi encontrado, haja vista o grande volume de água no Araguaia, nessa época de cheia. No final do dia, os Mandados de Prisão Preventiva foram expedidos e os investigadores foram ao Povoado Trecho Seco, onde prenderam Elisângelo.

Em seu interrogatório, este também confessou a autoria do crime, dizendo que decidiu matar Manoel em virtude de um negócio desfeito da compra de uma casa, que havia sido realizado com a vítima.

No entanto, após desistir do negócio, pediu a Manoel a devolução de quatro mil reais que lhe tinha pagado na compra da casa. Como a vítima não tinha mais esse dinheiro para devolver ao acusado este ficou contrariado e articulou a sua morte, juntamente com Tuica, que recebeu como pagamento uma motocicleta Honda, modelo Bros, que era de Elisângelo e tinha sido envolvida na transação, enquanto Elisângelo ficaria com a casa de Manoel.

Ainda segundo o delegado, as investigações estavam sendo feitas, desde novembro do ano passado e resultaram nas prisões dos autores e suas confissões.

Após serem capturados, ambos os indivíduos foram conduzidos à sede da Delegacia de Araguatins e, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, foram recolhidos à Cadeia Pública de Araguatins, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.