Os estudantes de três cidades do norte do Estado tiveram uma uma surpresa nesta quarta-feira, 14, quando um bilhete com destino aos pais repassava um recado que a tradicional alimentação servida na merenda escolar não estaria mais disponível a partir do dia, 15.

As escolas públicas de Aguiarnópolis, Pedro Afonso e Itacajá deixaram de fornecer merenda para os alunos. Segundo o bilhete distribuído em uma escola de Aguiárnópolis, o motivo da suspensão é a falta de recursos para a aquisição de alimentos e por tempo indeterminado.

Em Pedro Afonso e Itacajá, os pais indignados com o caso, levaram as denúncias sobre a falta de merenda escolar ao Ministério Público Estadual (MPE), que vai investigar a situação nas escolas.

Ainda segundo o recado nos bilhetes, a equipe gestora pede que os alunos levem de casa suas merendas.

A Secretaria de Educação, Juventude e Esportes (SEDUC) informou  a nossa equipe que o recurso destinado à merenda escolar foi executado na semana passada e creditado nas contas das associações escolares, nesta quarta-feira, 14 e quinta-feira, 15,  para todas as escolas da rede estadual, num total de 515.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.