Um trabalho investigativo realizado por policiais civis da delegacia de Augustinópolis, no extremo norte do Estado, sob a coordenação do delegado Ricardo Bezerra Lopes, resultou na identificação e prisão de Alimax da Silva Sousa, 21 anos, um dos suspeitos de praticar crime de roubo em uma chácara localizada na zona rural daquele município, no dia 11 de março de 2017.

O indivíduo foi preso na manhã desta sexta-feira, 17, pela Polícia Militar, em Nerópolis (GO), quando se encontrava em uma residência, naquele município. Conforme o delegado Ricardo Bezerra Lopes, Alimax foi capturado, após policiais civis de Augustinópolis, identificarem a participação do mesmo em um roubo, ocorrido na zona rural daquela cidade e repassarem as informações do paradeiro do indivíduo ao serviço de inteligência da Polícia Militar do estado de Goiás.

“Após alguns dias de investigações, conseguimos identificar Alimax como sendo um dos autores do roubo e dessa maneira, representamos, junto ao Poder Judiciário pela prisão do mesmo, a qual foi concedida. Também apuramos que, após o crime, o indivíduo fugiu para Nerópolis (GO) e, dessa foram, enviamos o mandado a PM do estado vizinho”, pontuou o delegado.

 Conforme o delegado, no dia do crime, quatro homens armados invadiram a residência do casal e, após amarrar as vítimas, começaram a proferir ameaças de morte contra o casal e sua filha de sete anos. Os criminosos diziam ter informações de que havia um cofre no local, e que as vítimas possuíam dinheiro, guardado na residência.

Diante da negativa dos proprietários, quanto à existência do dinheiro e do cofre, os criminosos intensificaram as ameaças. Vários pertences das vítimas foram levados, sendo os mesmos colocados em uma camionete, também das vítimas. Os autores fugiram deixando toda a família amarrada.

Durante a fuga, os criminosos se envolveram em um confronto com a Polícia Militar do Maranhão, onde um dos autores foi alvejado. O homem foi socorrido para o Hospital de Augustinópolis, mas não resistiu e veio a óbito. O veículo foi recuperado pela Polícia Civil, horas depois, após ser abandonado.

De acordo com o delegado Ricardo Bezerra, Alimax da Silva Sousa será recambiado para o Tocantins, a fim de que responda pelo crime que lhe é imputado.

A Polícia Civil intensificou as investigações, no sentido de identificar e efetuar a prisão dos demais envolvidos no crime.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.