Blitz ocorreram em todo estado no período do Carnaval

O Tocantins manteve a tradição de ter um dos carnavais mais tranquilos do Brasil, é o que aponta o resultado da Operação Carnaval 2017, realizada pela Polícia Militar (PM) no período de 24 a 28 de fevereiro. O balanço da Operação foi divulgado na manhã desta quarta-feira, 1º de março, em Palmas, pelo comandante da PM, coronel Glauber de Oliveira Santos.

O período de festividades do Carnaval no Estado do Tocantins contou com a atuação da PM, com uma média de 1.500 policiais militares por noite, havendo o emprego do efetivo administrativo e operacional de todas as unidades. Ainda teve o apoio dos demais órgãos que fazem parte do sistema de segurança pública. Militares da Capital reforçaram o contingente de policiais nas cidades com maior aglomeração de pessoas no período.

A PM realizou policiamento a pé e motorizado nos locais onde ocorreu concentração de pessoas durante a folia, bloqueios (blitze) e abordagem em pontos estratégicos das cidades. Foram abordadas 2.910 pessoas suspeitas durante a ação, que resultou na prisão ou detenção de 13 indivíduos, apreensão de duas armas de fogo, 17 armas brancas (facas e similares), além de uma apreensão de drogas. O total de veículos abordados foi de 1.361, com a notificação de 11 infrações e sete crimes de trânsito, além da remoção de nove veículos. Três veículos com registro de furto/roubo foram recuperados.

Foram registrados apenas três ocorrências de roubo à pessoa, duas ameaças a pessoas, dois descumprimentos de medida judicial (Lei Maria da Penha), quatro ocorrências de lesão corporal e três furtos de veículos.

A ocorrência de maior gravidade foi registrada na cidade de Aurora do Tocantins, um homicídio provocado por um indivíduo de 35 anos. O suspeito foi identificado e as informações repassadas à Polícia Civil. Já na cidade de Miranorte, a PM registrou uma ocorrência de tentativa de homicídio, com a prisão de um suspeito de 22 anos.

Para o comandante-geral da PMTO, a Polícia Militar do Tocantins mais uma vez cumpriu seu papel constitucional de garantir a paz e a tranquilidade à população tocantinense, especialmente neste Carnaval 2017. “Nós empregamos 3.751 policiais militares nesses quatro dias, lembrando que, hoje, ainda temos programação em Palmas. Foi estimado um público de 567.500 pessoas nos locais de festividades, com emprego planejado de policiais militares de acordo com a necessidade. Percebemos um registro discreto de ocorrências nas cidades onde ocorreram as festividades, tendo em vista o grande número de foliões”, destacou.

Coronel Glauber parabeniza todos os policiais militares empregados direta e indiretamente na ação e destaca a importância desses profissionais para o êxito da missão. Assim como o apoio fundamental do Governo do Estado, a parceria das prefeituras na organização, além do apoio dos demais órgãos do sistema de segurança pública. “Com o envolvimento de todos, conseguimos atingir nosso objetivo, de proporcionar um carnaval seguro e tranquilo à população tocantinense e a todos os foliões que estiveram no Estado nesse período, mantendo a tradição de ter um dos carnavais mais seguros do Brasil”, finalizou.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.