10402067_1728128460743231_6324134317718439518_nA freira Rita Rosa Khatarina Altmam, de 81 anos de idade, faleceu na noite do último domingo (13), às 22h30, na cidade de Araguaína-TO, em decorrência de complicações respiratórias. Irmã Rita, como era conhecida, estava internada há alguns dias em um hospital da daquela cidade, após contrair uma pneumonia.

De uma personalidade impar, de respeito e benevolência aos menos favorecidos, Irmã Rita natural da Alemanha, veio para a cidade de Tocantinópolis com o propósito de prestar serviços sociais, em especial na área da educação. No município que escolheu para viver, Irmã Rita foi a fundadora do Pré-Escolar Santa Terezinha, escola localizada no bairro Alto Bonito.

A instituição de ensino foi fundada ainda quando o município pertencia ao então Estado de Goiás. Como a demanda da localidade era grande e conhecendo a penúria da comunidade do referido bairro, viu-se a necessidade de se constituir a instituição de educação infantil, promovendo o desenvolvimento e melhoria da educação aos moradores do setor, tendo como finalidade atender crianças de 2 a 6 anos de idade.

Em homenagem a nobre defensora das causas sociais, o bispo da Diocese de Tocantinópolis, Giovane Pereira de Melo disse que em poucos tempos de vivencia com a religiosa, de hábitos simples, de um amor e de uma dedicação pelos pobres que mesmo não concordando com a forma dela fazer a caridade, por muitas vezes acabou se rendendo às suas insistências em fazer o bem.

“Irmã Rita era uma mulher que amava os pobres, as crianças, os indígenas, e por onde passou não deixou de criar obras, iniciativas que pudessem amenizar as carências daqueles que padecem de bens básicos para sua sobrevivência”, disse Dom Giovane, destacando que nos últimos anos, Irmã Rita já estava bastante debilitada pela idade, por problemas de saúde, por não se alimentar como devia e por não descansar o suficiente, “Irmã Rita dedicou suas últimas forças para dar assistência aos índios Apinajés, defendendo seus direitos, lutando pela educação das crianças indígenas e prestando assistência”, finalizou.

O prefeito Fabion Gomes também lamentou o falecimento da religiosa e destacou os bons préstimos feitos à população de Tocantinópolis. “Irmã Rita foi uma mulher guerreira e de muito valor. Ajudava a todos sem medir esforços, sempre primando pelo bem estar dos menos favorecidos. Vai nos deixar saudades, mas acima de tudo, um legado inestimável e a certeza de ter contribuído e prestado um valoroso serviço assistencial ao povo carente e humilde de Tocantinópolis”, disse.

O corpo da Irmã Rita está sendo velado no Salão Paroquial, ao lado da Igreja Catedral. A missa de corpo presente está confirmada para acontecer às 15h e o enterro será nesta terça-feira (15), no Cemitério Nossa Senhora da Consolação, às 16h, em Tocantinópolis.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.