DSC_0742 (1)Acompanhando o Governador Marcelo Miranda, o deputado federal César Halum (PRB), pediu respostas rápidas ao ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, no que diz respeito ao derrocamento do Pedral do Lourenço, situado na Hidrovia do Tocantins. A Intervenção permitirá navegação de comboios de carga durante os meses de setembro a novembro, período em que o rio fica mais raso. Atualmente está previsto o funcionamento do Ecoporto Praia Norte somente no período de 7 meses do ano.

“Sabemos que o Brasil vive um momento delicado e que essa obra ultrapassa o custo de R$ 550 milhões reais, porém precisamos viabilizar durante 100% do ano a navegação deste canal. Com 15% da obra concluído, o Ecoporto Praia Norte já estaria livre desse problema, sem nenhum impedimento de navegação durante os 12 meses do ano”, explicou. O derrocamento consiste em abrir um canal navegável de cerca de 140 metros de largura no trecho.

Para Halum a obra aumentará a navegabilidade da hidrovia do Tocantins e facilitará o escoamento da produção agrícola, pecuária e mineral do Tocantins, Pará, Maranhão, Goiás e Mato Grosso, que tem o Porto de Vila do Conde e a região do baixo Amazonas como destino. O porto tem posição privilegiada em relação ao mercado europeu e ao norte-americano, além de rota com capacidade operacional estimada em 20 milhões de toneladas para o ano de 2025.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.