Fato relevante observado nas últimas manifestações de rua em Palmas contra a corrupção e pela moralidade e ética na política, a participação da juventude nos protestos tem, cada vez mais, sido maior. Neste domingo, dia 13, a expectativa é que os jovens possam engrossar as fileiras de manifestantes contra a corrupção e o governo da petista Dilma Rousseff. A manifestação será na Praça dos Girassóis, a partir de 16h.

Mobilizações são feitas por diversos grupos independentes. Um deles é o Tucanos do Cerrado, que vai marcar novamente presença no ato de domingo, na capital tocantinense. Para o líder do grupo, o procurador federal Cleiton Bandeira, a mobilização dos jovens está intensa e adesão da juventude “muito boa”. “Nós investimos muito nas redes sociais, assim como fizemos nos protestos anteriores. Portanto, reforçamos o convite para que as pessoas continuem compartilhando nas redes sociais o material que estamos postando sobre o protesto do dia 13”, declarou.

Para Bandeira, a participação da juventude é fundamental no processo. “Os jovens são sonhadores e acreditam que a política pode ser praticada de maneira diferente, sem corrupção e todos esses vícios da política atual. O que gente notou em todos os protestos anteriores, é que os jovens exigem novas práticas políticas, com ética, eficiência e sobretudo com respeito ao voto do eleitor”, argumentou.

O procurador afirmou que os jovens devem ser protagonistas da mudança e devem sair às ruas e lutar contra o que está errado. “Eles devem defender o que acreditam ser o certo. Esse ano tem eleição, vai ser a oportunidade de os jovens e toda a sociedade votarem em candidatos que tenham este perfil”, disse.

MOBILIZAÇÃO

Além das redes sociais, os grupos de jovens saiu às ruas para divulgar o evento. A mobilização é feita nas universidades e em instituições públicas, por exemplo. Para Cleiton Bandeira, o movimento “ganhou ainda mais corpo” após as últimas revelações da Operação Lava Jato envolvendo o ex-presidente Lula e o governo Dilma. “Este governo corrupto e ineficiente ficou inviável. O país está parado, milhões de pessoas estão sofrendo pelo desemprego e pela inflação”, comentou.

Para o procurador, os jovens estão sem perspectivas. “Eles tiraram dos jovens a possibilidade de um futuro melhor, destruíram os sonhos de milhares com o corte de verbas na educação. O maior erro que o lulopetismo cometeu foi o estelionato eleitoral que promoveu nas eleições. O fim deste governo nunca esteve tão próximo, mas depende das ruas. Portanto, dia 13 vai ser uma festa da cidadania, vamos ocupar as ruas do país para dizer um basta à corrupção e pedir um novo governo”, finalizou.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.