Um jovem, ainda não identificado, morreu na madrugada deste sábado, 28, no Hospital de Referência de Augustinópolis, após complicações devido a uma tuberculose. Quase 24 horas depois do falecimento, o corpo ainda se encontra na unidade de saúde, aguardando o comparecimento de um familiar, que apresente os documentos pessoais dele, para que ele possa ser identificado e, assim, o Hospital possa atestar o óbito. Já no início da madrugada deste domingo,29, um cidadão, identificado como Elieudo compareceu ao Hospital se apresentando como primo do falecido, porém não soube dizer o nome completo dele, muito menos apresentou documentos pessoais.

Diante disto, a equipe médica não liberou o corpo, sob a alegação de que isto só pode ser feito mediante apresentação da documentação da vítima que comprove sua identificação, para não haver riscos de se emitir um atestado de óbito erroneamente. Ante à circunstância inusitada e na expectativa de solucionar este problema o mais rápido possível, o médico responsável pelo atendimento, orientou Elieudo a registrar uma ocorrência comunicando o fato à Polícia, para se resguardar de qualquer responsabilidade civil ou criminal, porém ele tem encontrado dificuldades para registrar o fato, pois só haverá expediente na Delegacia de Polícia, na segunda-feira (30). Neste momento, Elieudo se encontra no quartel da PM, tentando encontrar uma saída para a situação.(Patrulha na net)

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.