A Comissão Técnica do Governo do Estado marcou uma reunião com o Sintras e outras entidades de classe representantes dos servidores da saúde, na próxima segunda-feira, 30, na secretaria estadual da administração, para discutir a inclusão e pagamento das progressões, adicional noturno e insalubridade.

Essa reunião teve a motivação do deputado estadual e líder do governo, Paulo Mourão, que estará presente na ocasião. Mourão reuniu com as entidades de classe em seu gabinete na Assembleia Legislativa, na última quarta-feira, 25, para discutir o assunto.

Greve

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Tocantins- SINTRAS-TO – informa que a greve geral programada para esta segunda-feira, 30, está mantida e convoca todos os trabalhadores em saúde do Tocantins para concentração nas unidades de saúde: Hospital Geral de Palmas (HGP), Hospital Maternidade Dona Regina, Hospital Infantil, Hospital Regional de Gurupi (HRG), Hospital Regional de Paraiso (HRP), Hospital Regional de Guaraí (HRG), Hospital Regional de Dianópolis (HRD), Hospital Regional de Arraias, Hospital Regional de Porto Nacional e Hospital Regional de Araguaina (HRA).

Assim os profissionais que laboram em outros órgãos da saúde do Estado devem ir para a concentração na frente dos hospitais para manter o movimento fortalecido e a categoria alcançar o objetivo do movimento.

Conforme o presidente do Sintras, Manoel Pereira de Miranda. “O Governo agendou uma reunião para segunda-feira, dia que iniciaremos a greve, mas, só iremos parar quando o governo apresentar uma proposta que seja viável e aprovada pelos servidores, e quando a assembleia decidir por fim a paralisação”, disse Miranda.

Ele ainda informa que neste dia a greve será de 24 horas, iniciando às 7h de segunda-feira, 30, com término às 7h de terça-feira, 31.

Segundo Miranda no final da tarde de segunda-feira, 30, será realizada uma assembleia com os servidores grevistas para definir os rumos do movimento e se tiver proposta do Governo será levada para análise e aprovação ou não da categoria.

Dependendo da decisão da assembleia a greve poderá continuar no dia 6 de abril por tempo indeterminado.

Orientações

Contudo, O SINTRAS orienta aos profissionais da saúde que todos os serviços de urgência e emergência deverão ser realizados normalmente, assim como o atendimento aos pacientes nas internações. Durante a greve não deverão ser realizados procedimentos de caráter eletivo.

Usuários do sus

O Sintras informa aos usuários do Sistema Ùnico de Saúde –SUS-, como representante dos Servidores da Saúde no Estado do Tocantins, que vem tentando por todos os meio possíveis e buscando uma solução para amenizar os impactos decorrentes dos efeitos devastadores do não cumprimento de acordos feito com a categoria.

Todavia, o Governo vem se negando a atender as mínimas reivindicações dos servidores da saúde, sem demonstrar qualquer interesse na solução do problema.

E mesmo sabendo que uma greve acarreta transtornos a todos os usuários, mas, infelizmente, não nos resta outra alternativa, a não ser a deflagração de uma greve geral.

Contudo o sindicato estará atendendo as mínimas exigências da Lei de Greve, como mantendo os atendimentos de urgência e emergência funcionando normalmente.(Ascom)

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.