Atualmente, o Estado possui 8.075.517 cabeças de gado e ocupa a 11ª posição no ranking nacional do rebanho
Atualmente, o Estado possui 8.075.517 cabeças de gado e ocupa a 11ª posição no ranking nacional do rebanho

Incentivo à indústria, à produção de carnes e ao desenvolvimento de projetos como o programa de melhoramento genético estão entre as iniciativas em pauta enquanto ações a serem desenvolvidas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), ao longo de 2015, para garantir a expansão do setor agropecuário.

A indústria da carne é um dos campos que tem passado por um amplo processo de expansão, atraindo novas empresas e conquistando novos mercados. Atualmente, o Estado possui 8.075.517 cabeças de gado e ocupa a 11ª posição no ranking nacional do rebanho. Esse não é o único setor que tem se mostrado produtivo, com o melhoramento genético, o Estado também aumentou a produção leiteira, enquanto a criação de ovinos e a produção de mel também conquistaram espaço no mercado.

Ações

Para facilitar o acesso dos pequenos produtores ao programa, o Governo sensibiliza e mobiliza os produtores, faz seleção de propriedades e matrizes, aplicação da técnica e verificação de resultados, orienta os interessados a apresentarem comprovantes de vacinação do rebanho e de exames sanitários. Além de mencionar o peso, a idade das matrizes e informar sobre a questão sanitária e nutricional.

A diretora de Agricultura e Pecuária da Seagro, Arlete Mascarenhas, explica como o projeto se desenvolve nos municípios. “Nós temos, no interior, o Ruraltins [Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins], como o braço da extensão rural na agricultura e a Adapec [Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins] como braço da sanidade animal e nesses órgãos temos o agente mobilizador, que faz a interface com o produtor, dando as orientações referentes ao projeto”, explicou.

De acordo com os últimos dados da Seagro, em 2013, a exportação de carne bovina no Tocantins alcançou a marca de US$ 205,6 milhões, um aumento de 26,23% em comparação com o ano anterior. Para manter esse mercado cada vez mais aquecido, o Governo do Estado está estudando incentivos fiscais para o seguimento da carne, a paridade de alíquota do Tocantins com outros estados, bem como uma redução na contribuição de cada empresa para o Conselho de Desenvolvimento Econômico.

Outro setor que vai receber atenção especial do Governo é o de rebanho de ovino, cuja produção, de 2011 para 2014, passou de 125.990 para 131.347, um aumento de pouco mais de 4%, segundo levantamento realizado pelo Governo do Estado, por meio da Adapec, em maio de 2014.

Para o setor, de acordo com o zootecnista da área de produção animal da Seagro, Silvio Reinaldo de Oliveira, está prevista a retomada do projeto de fomento de produção. “Para o pequeno produtor rural, vamos retomar o projeto de implantação de unidade produtiva, no intuito de disponibilizar as matrizes para os produtores. Em Ponte Alta do Bom Jesus, já existe uma estrutura básica nesse sentido e vamos retomar esse projeto. Também realizamos as capacitações dos produtores para que eles possam alcançar sucesso em suas atividades”, apontou.

No setor de apicultura, uma das iniciativas do Governo do Estado para incentivar os mais de 1.400 produtores divididos em 54 associações e duas cooperativas apícolas é a distribuição de kits com itens que favorecem a produção do mel. De acordo com Arlete Mascarenhas, o Estado também conta com projetos para o setor. “Vamos trabalhar com capacitações e expandir a construção das casas de mel e entrepostos de processamento”, disse.

Estado desenvolve projetos e aponta medidas para fortalecer agropecuária no Tocantins
Estado desenvolve projetos e aponta medidas para fortalecer
agropecuária no Tocantins

 

 

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.