acusado
acusado

O quarto suspeito de participação na morte do dentista Clébio Pereira Guedes foi preso nesta quarta-feira 25, em Aparecida de Goiânia-GO. De acordo com a polícia, Antônio Nonato Mendes é suspeito de ser o executor do crime. O homicídio aconteceu no município de Araguatins, norte do Tocantins, no início deste mês de março. Além dele, outros três homens já foram presos sob suspeita de ter ligação com a morte da vítima. Eles são Manoel Fabrício Teles Pereira, Estevão Emílio Castro Almeida e Gelison Pedro do Carmo.

O delegado responsável pelo caso, Alicindo Augusto Celestino de Souza, afirma que a polícia trabalha agora com duas linhas de investigação. A primeira é de crime passional, o dentista teria sido morte por causa de uma vingança. A segunda hipótese é de latrocínio, que significa roubo seguido de morte. O carro do dentista foi encontrado em uma oficina em Parauapebas-PA, de onde foi apreendido e enviado ao Tocantins para perícia.

O homem preso também é suspeito de um segundo assassinato no Maranhão.

O delegado informou que solicitou a Polícia Civil maranhense que envie o mandado de prisão em aberto que existe contra Antônio Nonato para que seja cumprido. O suspeito, segundo ele, já deveria ter sido transferido de Goiás para Augustinópolis, mas isso ainda não aconteceu por causa da greve da Polícia Civil do Tocantins.

dentista assassinado
dentista assassinado

 (colaborou G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.