Presidente da Fesserto, Carlos Augusto Melo de Oliveira (Carlão)

A Fesserto (Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Tocantins), sindicatos e associações filiadas à entidade reivindicam, em ofício protocolado na sexta-feira, 23 de fevereiro, uma reunião com o secretário da Administração, Gefferson Oliveira Barros Filho, para cobrar a data-base de 2017. Reposição inflacionária obrigatória, a data-base do ano passado, que deveria ter sido paga em maio, ainda não foi incorporada nos salários dos funcionários públicos estaduais concursados.

O atraso prejudica mais de 35 mil pessoas. “Nessa esteira, a Fesserto, através do presente expediente, demonstra sua preocupação no que se refere ai andamento das negociações em relação ao pleito supra, haja vista as cobranças recebidas pelas entidades afiliadas, e estas, por sua vez, de seus filiados, diante da importância do pleito em questão”, destaca o ofício remetido ao secretário.

Para o presidente da Fesserto, Carlos Augusto Melo de Oliveira (Carlão), há um descaso do governo com o tema, em que pese à disposição das entidades em sempre estarem abertas a negociar. “Entendemos dificuldades do governo, mas o servidor toca máquina pública e precisa ter seus direitos respeitados. A arrecadação própria tem aumentado e isso não vem sendo repassado a quem trabalha pelo bom funcionamento do Estado”, frisou Carlão.

Assinam o ofício, que está em anexo, as seguintes entidades:

 Fesserto (Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Tocantins)

Sinfito (Sindicato dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais do Estado do Tocantins)

Asmir-TO (Associação dos Militares da Reserva, Reformados da Ativa e seus Pensionistas do Estado do Tocantins)

Sindifiscal (Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Tocantins)

Seet (Sindicato dos Profissionais de Enfermagem do Estado do Tocantins)

Sindjor (Sindicato dos Jornalistas do Estado do Tocantins)

Sindagro-TO (Sindicato dos Profissionais de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins)

AGEP-TO

ABM-TO (Associação dos Bombeiros Militares do Estado do Tocantins)

ASSPM-TO (Associação dos Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar do Tocantins)

APRA (Associação dos Praças Militares)

AFA (Associação dos Funcionários da Agência de Defesa Agropecuária)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.