A Polícia Civil do Estado do Tocantins, por intermédio da 1ª Delegacia Regional de Araguaína, (1ª DRPC), deflagrou nesta quarta-feira, 31, em Nova Olinda, uma grande operação de combate à criminalidade, a qual resultou na prisão de quatro indivíduos, que são suspeitos pela prática de tráfico de drogas, além de outros crimes.

Conforme o Delegado Regional, Bruno Boaventura, Policiais Civis da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC), Núcleo Norte, com apoio de agentes da DP de Filadélfia, bem como outras Delegacias de Araguaína iniciaram, logo nas primeiras horas da manhã, a operação que teve por objetivo dar cumprimento a 10 mandados de busca e apreensão a locais previamente mapeados, onde estariam pessoas, supostamente, envolvidos com tráfico de drogas, em Nova Olinda.

Durante a ação foram presos; Arizon Gonçalves Dias, que é ex-vereador da cidade, e foi capturado, em flagrante por tráfico de drogas, uma vez que em sua residência, os policiais civis localizaram e apreenderam mais de 300 comprimidos de anfetaminas, um tipo de estimulante utilizado para manter pessoas acordadas.

Também foram presos, Divino Oliveira Guida, de 34 anos, suspeito por tráfico por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Ele foi encontrado com vários comprimidos de anfetaminas e uma arma de fogo.  Danilo Cássio Fernandes de Oliveira, de 26 anos, o qual estava com 50 pedras de crack, além de porções de maconha.

Já Matheus Ribeiro Neves, de 21 anos foi preso, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pela Comarca de Filadélfia, pois segundo demonstraram às investigações da Polícia Civil, o indivíduo é suspeito de cometer vários roubos, naquela cidade.

Após serem capturados, todos os indivíduos foram conduzidos à Central de Flagrantes de Araguaina e, após os procedimentos legais cabíveis, Danilo, Matheus, Arizon e Divino foram recolhidos à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Araguaína, (CPPA), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.