Brigadistas de Tocantinópolis Recebem Capacitação Para Atuar na Prevenção e Combate a Incêndios e Primeiros Socorros/Foto: TocNoticias

No início da noite desta quinta-feira, 14, a Prefeitura Municipal de Tocantinópolis enviou a nossa redação uma nota esclarecendo os motivos do decreto de suspensão dos pagamentos da gratificação dos brigadistas da cidade.

Na nota, a Secretaria Municipal de Administração, Finanças e Meio Ambiente esclarece que que a suspensão de gratificações publicada no Diário Oficial Eletrônico do Município (Decreto nº 002 de 31 de janeiro de 2018), teve como objetivo, a princípio, de reorganizar o quadro funcional do Executivo Municipal, dentro da proposta de otimização dos recursos públicos da atual gestão.

A nota diz ainda que, o Poder Executivo, vendo a necessidade e a grande relevância dos trabalhos desenvolvidos pelos Brigadistas na respectiva área de atuação, revogou o Decreto nº 002/2018, que previa a suspensão das gratificações.

Confira a íntegra da nota:

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura de Tocantinópolis, por meio da Secretaria Municipal de Administração, Finanças e Meio Ambiente, através de sua Assessoria de Comunicação, esclarece que a suspensão de gratificações publicada no Diário Oficial Eletrônico do Município (Decreto nº 002 de 31 de janeiro de 2018), teve como objetivo, a princípio, de reorganizar o quadro funcional do Executivo Municipal, dentro da proposta de otimização dos recursos públicos da atual gestão.

A medida também foi pautada tendo em vista de o Município ter alcançado o percentual de 53% (cinquenta e três por cento) do orçamento com gasto de folha de pagamento em razão da nomeação de quase 200 servidores aprovados no último concurso.

Nesse ínterim, o documento previa a segurança jurídica aos servidores do município quanto ao pagamento dos salários, uma vez que os gastos com pessoal estariam alcançando o teto máximo estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Entretanto, o Poder Executivo vendo a necessidade e a grande relevância dos trabalhos desenvolvidos pelos Brigadistas na respectiva área de atuação, revogou o Decreto nº 002/2018, que previa a suspensão das gratificações. O dispositivo revogatório (Decreto nº 003 de 02 de fevereiro de 2018), estabelece a invalidação do decreto anterior, ficando mantida as devidas gratificações ora recebidas pelos profissionais da Brigada Municipal.

 

Atenciosamente

Assessoria de Comunicação Social

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.