A deputada federal Josi Nunes (PMDB/TO) participou, na manhã desta quinta-feira, 09, juntamente com o deputado federal Pedro Chaves (PMDB/GO), de uma reunião com o coordenador de Projetos da Secretaria de Programa de Parceiros  de Investimentos (PPI) da Presidência da República, Tarcísio Freitas, para tratar sobre a concessão da manutenção e duplicação da BR 153.

Conforme informado por Freitas, a venda da Concessão da BR153, atualmente  da Galvão Engenharia, para investidores europeus ainda está sendo estudada pela  Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). “Nós estamos acompanhando uma possível venda para investidor Europeu.  Nós estamos verificando. Se tivermos as garantias de que o negócio é concreto, de que o recurso vai realmente fluir e as obras vão ser feitas e os prazos serão cumpridos, nos parece o melhor para a concessão.  Mas, há de se estudar com profundidade essa operação para verificar o quão crível é esta alternativa. Ainda não temos certeza, isso ainda será analisado pela agencia”, afirmou o técnico.

No entanto, caso a venda da concessão não se concretize, Freitas adiantou que a única alternativa para solucionar a questão, seria a caducidade da Concessão da Galvão. “Havendo a caducidade, ao fim deste ano, ou no início do ano que vem, nós teremos condições de relicitar a concessão. Obviamente, antes disso, o DNIT entraria no trecho e faria a manutenção”, adiantou, Freitas.

Para a deputada Josi, o importante é que a situação seja resolvida. “Nós entendemos a preocupação da ANTT e a necessidade de haver mesmo essa cautela, mas o nosso desejo é que essa situação seja resolvida. Esse trecho da BR153 que está sob a concessão da Galvão precisa de manutenção.  Diariamente recebemos reclamações da população. Sem contar que a duplicação é um sonho tanto do Estado do Tocantins quanto de Goiás. Sendo assim, todos nós queremos muito que essa situação se resolva, que essas obras sejam iniciadas e que possamos trafegar com segurança nesta via. Vamos torcer para dar certo”, completou a parlamentar.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.