Suspeito usa tornozeleira eletrônica

Policiais Civis do Núcleo de Inteligência da 2ª Delegacia de Palmas, coordenados pelo delegado Pedro Ivo Costa Miranda efetuaram a detenção, na tarde desta quarta-feira, 1, de Cleberson Pereira da Conceição, 26 anos de idade. Ele é suspeito pela prática do crime de furto qualificado e foi capturado quando se encontrava em a sua residência, localizada na Quadra 1003 Sul, em Palmas.

Segundo apontaram as investigações da Polícia Civil, no dia 26 de janeiro de 2017, o indivíduo arrombou um veículo que estava em frente à casa da vítima e subtraiu um notebook do interior do automóvel. Conforme o delegado, após iniciar as investigações, os agentes da 2ª DPC solicitaram imagens de câmaras de segurança de residências vizinhas as da vítima, as quais apontaram que o furto havia sido cometido por um indivíduo usando tornozeleira eletrônica.

Cleberson Pereira da Conceição

Ao ser ouvido pela autoridade policial, o suspeito confessou a prática do furto e indiciou o local onde estava o notebook roubado. Desta maneira, os agentes da 2ª DPC foram até o local e recuperam o bem, que foi periciado e devolvido ao seu legítimo proprietário.

A partir daí, o delegado solicitou informações ao setor de monitoramento dos dispositivos de monitoramento eletrônico, fornecendo data e local, sendo possível identificar qual reeducando esteve no local. Com base nessas, informações, os policiais civis conseguiram localizar e conduzir o suspeito até a delegacia, onde ele foi indiciado pelo crime de furto qualificado.

Por meio de buscas realizadas sobre a vida pregressa de Cleberson, os agentes descobriram que o mesmo cumpre pena por roubo, em Brasília, mas conseguiu ficar em Palmas, em virtude de ter parentes na Capital. Todavia, por não mais se encontrar em situação de flagrante, Cleberson foi liberado e responderá ao processo em liberdade, conforme determina a lei.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.