Produtos apreendidos

Uma ação de combate ao tráfico de drogas e à criminalidade em geral, deflagrada,  pela Delegacia Especializada na Repressão a Narcóticos (DENARC), com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco –To), na noite desta sexta-feira, 4, em Palmas, resultou na prisão em flagrante por tráfico de drogas de Murilo Garcia Martins, também conhecido como “Leitão”, 33 anos e Antônio de Araújo Silva, 35 anos e na apreensão de duas armas de fogo, além de várias porções de maconha, crack, cocaína e pontos de LSD.

Conforme o delegado Guilherme Rocha Martins, titular da Denarc e responsável pela operação, após compartilhamento de informações com o Gaeco – To, os policiais civis deslocaram-se até a quadra 104 Sul, onde abordaram Murilo, o qual levou os policiais até a Boca de Fumo, localizada na quadra 1206 Sul, a qual era gerenciada pelo indivíduo, com apoio de Antônio.

Acusados de tráfico

Após realizar buscas no interior do imóvel, os agentes da Denarc, localizaram e apreenderam várias porções de maconha, cocaína, crack, além de 14 pontos de LSD. Em seguida, os agentes foram até a residência de Murilo, localizada na Quadra 1004 Sul, onde encontraram e apreenderam mais substâncias entorpecentes, bem como um revólver calibre 38, com a numeração raspada, que estava municiado com seis cartuchos intactos.

No momento em que as equipes da Denarc, estavam na casa de Murilo, Antônio chegou ao local, com o objetivo de efetuar uma transação de drogas. De imediato, os policiais civis o abordaram e, após a realização de uma busca pessoal, encontraram em poder do indivíduo, uma pistola, calibre .40, modelo PT 24/7, municiada e que havia sido furtada de um policial militar do Tocantins. No veículo conduzido por Antônio, os agentes também encontraram várias porções de drogas.

Em seguida, os policiais civis foram até a residência de Antônio, localizada na Quadra 305 Sul, onde localizaram e apreenderam alguns carregadores de pistola .40, além de colete balístico e toucas ninja, o que segundo a Polícia Civil, representa fortes indícios de que o mesmo tinha envolvimento com roubo a bancos.

Ainda segundo o apurado pela Denarc, Murilo e Antônio pertencem a uma facção criminosa e, provavelmente, estariam se organizando para praticar atentados em Palmas, haja vista o fato de estarem fortemente armados e nos aparelhos celulares apreendidos com os mesmos, os policiais flagraram conversas em que ambos combinam para sair e “Fazer umas paradas, na cidade”.

Ainda segundo apurado pela Denarc, Antônio é suspeito de intermediar a venda de armas de Brasília – DF, para criminosos de Palmas. Antônio e Murilo foram conduzidos à sede da Delegacia Especializada, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Após os procedimentos cabíveis, ambos os homens foram recolhidos à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.