Vereador Valdemar de Sousa, 31 anos

Foi apreendido na tarde de sábado, 11, após ação conjunta da Polícia Civil e Militar, o o menor J.B.C.S., de 17 anos, suspeito do homicídio do vereador de Novo Jardim, Valdemar Sousa Santos, 31 anos, e da tentativa de homicídio de um homem de 24 anos, na madrugada do mesmo dia, no município de Novo Jardim.

O vereador morreu depois de ser atingido por um disparo de arma de fogo no peito, durante as festividades do aniversário de Novo Jardim, na feira coberta do município. Na mesma ocasião, outra vítima, primo do menor J.B.C.S., também foi atingida com um tiro na cabeça.

Segundo o delegado da 8ª Delegacia Regional de Dianópolis, Ibanez Ayres, após a ocorrência do crime, policiais civis e militares realizaram diligências no intuito de localizar o autor dos crimes. “Por volta das 11h, o menor J.B.C.S. foi abordado por policiais militares na TO-040, quando estava se deslocando para Dianópolis, ocasião em que foi encontrado com o mesmo um revólver calibre.22 desmontado e uma faca”, afirma.

Ele foi encaminhado a Central de Atendimento da Policia Civil, e, em razão de não ter provas suficientes de sua autoria, foi lavrado um Boletim de Ocorrência Circunstanciado e o mesmo foi entregue ao seu genitor.

Ainda de acordo com o delegado, na tarde do mesmo dia, a outra vítima, que estava internada, relatou ser primo do menor suspeito. “De acordo com o testemunho da vítima, recentemente, dois irmãos de J.B.C.S. se desentenderam e, após uma briga, um ceifou a vida do outro. O irmão que matou, posteriormente, se hospedou na casa do primo por alguns dias. Isso revoltou o menor J.B.C.S., que, desde então, passou a ameaçar o primo de morte”, conta o delegado.

Após ouvir testemunhas que estavam no local, e em razão dos fortes indícios da autoria de J.B.C.S., a Polícia Civil apreendeu em flagrante o menor na residência de seu genitor, por volta das 17h. Ele se encontra recolhido na na Casa de Prisão Provisória de Dianópolis.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.