Marcelo Miranda

Ao prestigiar a solenidade de abertura do Ano Judiciário e posse da Mesa Diretora do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins, na tarde desta terça-feira, 1º de fevereiro, o governador Marcelo Miranda destacou a importância da independência e harmonia entre os poderes para defesa dos cidadãos. “O respeito às prerrogativas de cada instância faz com que os poderes atuem em harmonia e com total equilíbrio na defesa dos cidadãos”.

Ao citar a missão do Tribunal de Justiça, de garantir a cidadania por meio de uma justiça célere e segura, Marcelo Miranda disse que o poder Judiciário é um dos grandes responsáveis pela manutenção do Estado Democrático de Direito. Também parabenizou o trabalho do desembargador Ronaldo Eurípedes na Presidência do Tribunal de Justiça e destacou a necessidade de continuar as parcerias. “Aproveito a ocasião para reiterar a disposição do Executivo de trabalharmos juntos”, pontuou.

O novo presidente da Corte, desembargador Eurípedes Lamounier, elogiou Marcelo Miranda pela disposição de trabalhar em harmonia com os poderes constituídos e a importância da continuidade em sua gestão. “Estou certo que encontrarei suporte com o governador para buscar soluções para as problemáticas que envolvem os interesses da comunidade”.

Por sua vez, o desembargador Ronaldo Eurípedes agradeceu ao governador Marcelo Miranda pelas parcerias ao longo de sua gestão no TJ. “O governador não mediu esforços para manter a harmonia entre o Executivo e o Judiciário nesse período em que estive na Presidência do Tribunal de Justiça”, destacou.

Mesa Diretora

Eurípedes Lamounier foi eleito para o cargo de presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins para o biênio 2017/2019. Também compõem a nova Mesa Diretora do Poder Judiciário, os desembargadores Moura Filho, na vice-presidência; Helvécio de Brito Maia Neto, na Corregedoria Geral da Justiça; e João Rigo Guimarães, na vice-corregedoria.

A desembargadora Ângela Prudente foi reconduzida ao cargo de ouvidora judiciária e tem como ouvidora substituta a desembargadora Jacqueline Adorno. Como diretor geral da Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat), o desembargador Marco Villas Boas; e a desembargadora Etelvina Maria Sampaio Felipe assumiu como diretora adjunta. (Jarbas Coutinho)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.