Comércio de Palmas

A pesquisa que mede o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) revela que os empreendedores palmenses estão mais otimistas. Em fevereiro, o índice subiu 18,2% na comparação anual, chegando a 101,3 pontos. Em relação ao mês de janeiro (97,7 pontos), o aumento foi de 3,7%. Os dados foram apurados pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em parceria com a Fecomércio Tocantins.

O dado positivo foi elevado pelo índice de expectativa do empresário (151,5 pontos). De acordo com 81,1% dos entrevistados, a expectativa melhorou para a economia brasileira, 85,8% acreditam o que futuro do setor do comércio deve ser mais favorável e 89,4% disseram que a perspectiva para suas empresas também está melhor.

Investimentos

O índice de investimentos nas empresas também aumentou em fevereiro, com 84,1 pontos. Se comparado ao mês anterior (26,8%), houve um crescimento de 6% no número de lojistas que pretendem investir em suas empresas em fevereiro (32,8%). Sobre seus estoques, 57,4% afirmaram estarem adequados e 39,1% dos empresários pretendem contratar mais colaboradores.

Condições atuais

Entretanto, o ponto de vista dos empresários sobre a situação atual da economia, do setor e das empresas não é tão positiva. Para 79,9% dos entrevistados, a condição atual da economia brasileira piorou, 69,8% enxergam com pessimismo o setor do comércio e 52,6% afirmam que suas empresas não vão bem.

A coleta dos dados para a pesquisa Índice de Confiança do Empresário do Comércio referente ao mês de fevereiro foi realizada nos últimos dez dias de janeiro.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.