Wanderlei-Barbosa-SD-300x200-300x200Na manhã desta terça-feira, 16, o deputado Wanderlei Barbosa(SD) ao fazer uso da tribuna foi bastante aplaudido pelos profissionais da Saúde e Segurança Pública do Estado que ali se encontravam em manifestação.

O deputado começou o discurso em favor dos grevistas, falando dos graves problemas enfrentados na Saúde e Segurança Pública. Para tal, o deputado se colocou à disposição nas diversas lutas enfrentadas pelas categorias.

Wanderlei Barbosa, indignado, criticou atitudes da Prefeitura de Palmas, em referência ao aumento de R$ 10,00 para R$ 127,00 na multa de Estacionamento Rotativo de Palmas. “Ele maltrata as pessoas com uma carga tributária gigantesca, os compromissos de campanha não foram cumpridos e não serão. O Amastha é a podridão da política desse Estado e desse município porque ele maltrata os pequenos, aqueles que nele acreditam”, disse.

Segundo o deputado, que não economizou nas críticas ao Prefeito Carlos  Amastha, disse que ele usa as redes sociais somente para jogada de marketing.

Wanderlei lembrou o desentendimento entre o prefeito Amastha e o governador Marcelo Miranda durante o evento do Dia Z do Zica no Espaço Cultural, fazendo um comparativo com os cidadãos palmenses. “Da mesma forma que ele faltou com respeito com o governador do Estado, ele faltou com respeito com o pequeno, com os que usam o estacionamento,” afirmou.

Estado

Sobre o caos na Segurança Pública do Estado, o deputado apontou falhas do governo e deficiências nas mais diversas áreas. Em apoio aos manifestantes presentes na sessão concordou que as reivindicações são justas e que a violência cresceu nos últimos anos. Wanderlei cobrou mais empenho do Executivo para resolver os graves problemas.

“O governo precisa fazer alguma coisa para garantir uma melhor segurança pública aos cidadãos. Os servidores são legítimos representantes do povo e se eles estão insatisfeitos, imagine o restante da população. É preciso oferecer condições de trabalho para quem está na ponta, garantir segurança a sociedade. Os servidores estão entrando em greve porque o governo não atende suas solicitações, a exemplo dos hospitais, onde falta tudo e o que ainda está sendo feito é por esforço desses profissionais”, lamentou.

Em relação à precariedade nos hospitais, Wanderlei alerta que é preciso agir imediatamente e cita a empresa que fornece alimentação no Hospital Geral de Palmas (HGP) que está paralisando os serviços por falta de pagamento.

O deputado chama atenção ainda para os funcionários contratados do HGP e do Hospital Dona Regina que estão sobrecarregados e não estão dando conta de atender as pessoas que estão morrendo nos corredores. “O governo tem que mostrar que é sensível”, afirma.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.