Foto: Elizeu Oliveira
Foto: Elizeu Oliveira

Durante a primeira reunião do ano com o primeiro escalão do Executivo, o governador Marcelo Miranda determinou ações imediatas como forma de garantir o equilíbrio administrativo financeiro do estado. Enfático e objetivo, elencou medidas por ele denominadas de “Economia de Guerra”. Determinou que elas devem ser tomadas como estratégias para vencer os problemas e desafios provocados pelo momento desafiador que o Estado atravessa. O encontro aconteceu na manhã desta quinta-feira, 4, na sala de reuniões do Palácio Araguaia.

“Economizar, fazer mais com menos. Isto deve ser primordial em todos os nossos atos e ações”, afirmou o governador ressaltando: “isso deve ser feito sem prejuízos à qualidade das ações e dos produtos oferecidos por cada pasta”. Como consequência dessa medida, a determinação é racionalizar bens de serviços, materiais de expediente, bens de consumo, combustível, telefone e energia elétrica. O governador recomendou ainda a renegociação de contratos, adequando seus valores à realidade atual.

Captação de Recursos

Ainda como forma de vencer a tempestade econômica, Marcelo Miranda pediu mais motivação e criatividade por parte dos gestores estaduais. Uma das orientações é “a adoção de uma política proativa de captação de recursos junto ao governo federal e a outros parceiros”. Ele condenou qualquer tipo de omissão que possa fazer com que recursos originários de convênios voltem à fonte de origem por falta de empenho do Estado. “Não podemos deixar voltar recursos. Isso é inadmissível!”, exclamou.

Potencialização das ações

O chefe do Executivo Estadual cobrou, ainda, integração e potencialização das ações de governo, de forma prática e que atinjam resultados a pequeno e a médio prazos. Como exemplo, citou a ação Saúde para Todos, que tem como base os serviços prestados por meio das “Carretas da Saúde”, oferecendo assistência oftalmológica às comunidades menos assistidas em todo o Estado.

Nas duas primeiras ações, em Guaraí e Paraíso, cerca de 40 mil atendimentos foram realizados, entre consultas, exames e cirurgias. Na próxima etapa, prevista para o mês de março, a comunidade de Dianópolis e região também serão beneficiadas.

Cliente-cidadão

Outra determinação foi a adoção da política de gestão que valoriza o cliente-cidadão. “Assim como o comércio e outros setores têm o consumidor como cliente, temos que redobrar nosso foco, direcionando atenção especial aos cidadãos tocantinenses. Tudo, tudo o que fizermos deve ser para atender, para surpreender, para facilitar e melhorar a vida dos tocantinenses”, enfatizou o governador.

Novo modelo de gestão

Contando com a presença de todos os secretários e presidentes de autarquias, a reunião marcou um novo horário de realização de encontros entre o secretariado, iniciando às 6h45 da manhã.

Durante o encontro, o secretário de Estado da Fazenda, Édson Ronaldo Nascimento, fez uma exposição das ações já desencadeadas na secretaria para equilíbrio das contas do Governo. Apresentou um esboço do desempenho do Governo em 2015 e disse que apesar do Governo ter conseguido cumprir as metas fiscais, atingida por poucos estados brasileiros, é meta do Tocantins ir além. O secretário anunciou que a meta de arrecadação é muito superior aos índices inflacionários, garantindo que boa parte das despesas seja paga com arrecadação própria, reduzindo a dependência dos repasses de recursos federais.

Marcos Musafir, secretário de Estado da Saúde, reforçou a importância do envolvimento de todo o Governo no combate ao Aedes aegypty, destacando ações internas realizadas pelas secretarias e autarquias, e ações voltadas para a conscientização da população. Na ocasião, foi exibida aos presentes uma mensagem do Governador Marcelo Miranda, que já está também disponível nos sites e redes sociais do Governo, em que ele declara guerra contra o mosquito. Ainda na sua explanação, o secretário lembrou que um dos desafios é renegociar mais de R$ 340 milhões em dívidas da saúde, boa parte ainda da gestão anterior.

Outras ações também já começam a ser colocadas em prática. Durante o período de carnaval, o secretário vai visitar todas as unidades hospitalares do Estado para conferir de perto a realidade que enfrentam e buscar as soluções para os problemas. Ainda no período de carnaval, passam a ser disponibilizadas para consulta da população todas as escalas com identificação dos profissionais que estarão atuando em cada um dos hospitais do Estado.

Na avaliação do secretário-geral de Governo, Lyvio de Queiroz, a reunião foi extremamente positiva porque marca mais uma etapa do novo modelo de gestão adotado pelo Estado. “O momento nos impõe realmente uma economia de guerra, no custeio da máquina, em cada ação, de cada secretaria, a palavra de ordem é economicidade. Então, essa reunião foi basicamente nesse sentido: de buscar a austeridade dos gastos, o implemento de receita, dentro desse novo modelo de gestão, para investir nas obras e ações que a população espera. E cada auxiliar sai daqui imbuído do propósito de trabalhar com essa nova diretriz”, afirmou.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.