Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu em flagrante nesta segunda-feira, 29, um dos membros de quadrilha que recebia seguros desempregos de forma fraudulenta. Da prisão em flagrante deflagrou-se a Operação ‘PRODITO’, conduzida pela Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários – DELEFAZ, com objetivo de prender os criminosos responsáveis pela inserção de dados falsos visando o recebimento de seguro desemprego através da criação de falsos vínculos empregatícios.

Cerca de 30 Policiais Federais cumprem cinco (5) Mandados de busca e apreensão, dois (02) Mandados de Condução Coercitiva e três (03) Mandados de prisão nos municípios tocantinense de Palmas e Divinópolis, todos expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas. Os presos serão recolhidos à Casa de Prisão Provisória de Palmas.

A investigação teve início a partir de denúncia de um empresário relatando que um funcionário de sua empresa juntamente com um ex-funcionário estariam fazendo inserção de dados falsos para recebimento de seguro desemprego através da criação de vínculos empregatícios fictícios.

Supostamente atuavam desde 2016 captando pessoas conhecidas e efetuando os registros fictícios visando o recebimento indevido do seguro desemprego.

O nome da operação faz referência ao próprio significado da palavra “PRODITO”, adjetivo que indica atraiçoado, traído, fazendo menção a situação vivenciada pelo dono da empresa.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.