O pré-candidato ao governo do estado do Tocantins Marlon Reis aproveitou a sua passagem por sua cidade natal, Pedro Afonso, para rechaçar a hipótese de negociar aliança com outros grupos políticos que implique em mudança do seu projeto que conquistar o Palácio Araguaia.

Diante de um público que lotou o Bancrevea Clube para ouvir de perto o filho da cidade que se notabilizou pela liderança da conquista da Lei da Ficha Limpa, Marlon disse que seu projeto não é obter um mandato, mas o de redefinir a história política do Tocantins. “Eu me dedicarei ao meu estado para retirá-lo do jugo do coronelismo. Não arredarei pé desse projeto. Nem a oferta de vantagens nem ameaças de qualquer gênero me tirarão da disputa. Só o povo decidirá se devo ser governador ou não”, disse.

Reis, que é o porta-voz estadual da Rede Sustentabilidade, também afirmou que seu partido está coeso e firme no propósito da sua candidatura. As declarações foram feitas durante a abertura dos Diálogos pelo Tocantins, ciclo de eventos que se realizarão em todas as cidades do estado até o mês de outubro com a finalidade de ouvir a sociedade e apresentar ideias sobre gestão pública e desenvolvimento sustentável.

Diversos líderes sociais e políticos se manifestaram a favor da pré-candidatura de Márlon Reis.  Ricardo Khouri, presidente da Cooperativa Agropecuária do Tocantins, foi um dos que declararam seu apoio ao ex-magistrado, afirmando que essa candidatura preenche todos os requisitos de integridade e competência. O Cel. Luiz Claudio Benicio, ex-comandante geral da Polícia Militar do Tocantins e pré-candidato a deputado estadual, ressaltou a importância política e histórica de Pedro Afonso, afirmando que chegou a hora de a região disponibilizar os nomes dos seus filhos para contribuir para a política do estado.

Também prestigiaram o evento o prefeito de Pedro Afonso e presidente da Associação Tocantinense de Municípios Jairo Mariano e os vereadores Joílson e Gislayson Lacerda.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.