Axixá

Na tarde desta segunda-feira, 30, a Polícia Militar (PM) prendeu quatro pessoas, um desocupado de 35, residente em Axixá, o empilhador de 33 anos, residente em Goiânia, Goiás, um vendedor também de 33 anos, residente em Imperatriz, Maranhão e o mecânico de 22 anos, acusadas de tentativa de roubo, suspeitas de formação de quadrilha, roubo de veículo e porte ilegal de arma e fogo.

A PM recebeu uma ligação por volta de quase 6 horas da manhã de hoje, onde um informante comunicou que um carro Fiat Siena, cor prata, placa NWA 3277 havia saído da pista, rodovia estadual TO 134 km 3, sentido ao município de São Bento e quando a testemunha chegou no local a fim de socorrer seus ocupantes foi recebida a tiro.

Com apoio do destacamento de Sítio Novo, os policiais começaram as diligências no intuito de prender os suspeitos que se esconderam dentro de um matagal próximo. A PM conseguiu prender o vendedor que se encontrava ferido possivelmente devido ao acidente. Este declarou que o carro era roubado.

Ele ainda declarou que a intenção era juntamente com os comparsas roubar R$ 50 mil reais de um agiota em Axixá. Mas o plano não deu certo e eles acabaram fugindo por aquela estrada até o carro perder o controle e sair da pista.

De acordo com o sistema, o vendedor possui mandado de prisão em aberto. Os outros três elementos foram presos já agora à tarde em Tocantinópolis, pela PM da 5ª Companhia (CIA). Eles estavam em uma moto preta. Com um dos autores foi apreendido um revólver calibre 38, com 14 munições intactas e uma deflagrada. Ele foi autuado pelo Delegado daquela cidade, onde ficou preso. Os outros dois foram trazidos para a Delegacia de Augustinópolis, onde foram autuados. (Ascom)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.