Fiscais da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) apreenderam 4,5 mil quilos de peixes durante fiscalização na barreira fixa, no município de Aguiarnópolis, a 483 km de Palmas, na quarta-feira,18. Na abordagem foram contatados produtos mal armazenados sem as mínimas condições higiênico-sanitárias e a falta de documentações sanitárias. Diante das irregularidades, foi lavrado termo de apreensão, auto de infração com multa de R$ 2 mil e os produtos inutilizados no aterro sanitário, pois foram considerados impróprios para o consumo humano.

De acordo com o supervisor técnico da Adapec ,Marques Barbosa de Oliveira, a carga partiu de Santa Catarina com destino a São Luís-MA, porém, as empresas de origem e de destino apresentadas na nota fiscal não têm registro no Serviço de Inspeção Federal (SIF), para o trânsito interestadual. “O caminhão que transportava o pescado era inadequado, os produtos já apresentavam odor pela falta de refrigeração, continham insetos, além de não terem a documentação sanitária necessária para a comercialização”, disse.

O presidente da Adapec, Humberto Camelo, afirmou que as fiscalizações nas barreiras fixas e volantes são constantes para combaterem o comércio clandestino tanto de produtos de origem animal quanto de vegetais. “Alimentos impróprios para o consumo é um risco à saúde pública, pois podem provocar doenças nos consumidores”, destacou.

A operação contou com o apoio da Polícia Militar, fiscais da barreira volante e do escritório local.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.