Prefeitura de Goiatins
Prefeitura de Goiatins

O aumento salarial do prefeito, vice e secretários de Goiatins, norte do Tocantins, foi suspenso pela Justiça. A decisão, em caráter provisório, foi tomada pelo juiz Kilber Correia Lopes nesta terça-feira, 10. O reajuste de até 50% foi aprovado pela Câmara de Vereadores no dia 14 de dezembro, mas causou revolta entre os moradores.

Com o aumento, o salário do prefeito que era de R$ 10 mil passaria para R$ 15 mil; o do vice de R$ 5 mil para R$ 10 mil. Além disso, os dos secretários passariam de R$ 2.400 para R$ 3.500.

A decisão judicial atende a uma ação popular formulada pelo advogado Arnaldo Filho. O juiz considerou que o aumento poderia gerar riscos aos cofres públicos, já que não preenche todos os requisitos legais. A lei que iria vigorar até dezembro de 2020 foi aprovada após as eleições e apenas 18 dias antes da posse da nova administração.

O prefeito é o Antônio Luiz (PR), o vice é Domingos Gonçalves que era vereador na cidade e um dos principais idealizadores do projeto.

Goiatins já foi alvo de escândalo. A Polícia Federal chegou a prender o ex-prefeito Vinicius Donnover (PSC), suspeito de desviar mais de R$ 10 milhões de recursos públicos juntamente com secretários e até vereadores da cidade. Na época 13 pessoas chegaram a ser presas. A verba desviada deveria ter sido usada na construção de várias obras públicas da cidade, inclusive de uma creche que nunca foi terminada.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.