Pierre de Freitas, ex-presidente da Fundação Cultural de Palmas

Na manhã deste domingo, o artista plástico e ex-presidente da fundação Cultural de Palmas, Pierre de Freitas, de 49 anos, morreu ao cair de um penhasco na Serra do Carmo. Segundo informações do corpo de bombeiros, O acidente aconteceu em uma trilha de difícil acesso. Segundo os Bombeiros, o homem caiu de uma altura de cerca de 70 metros.

A perícia esteve no local e informou que, segundo relatos de testemunhas, ele estava no topo tentando fazer uma selfie, quando escorregou e caiu.

Pierre tem o título de Cidadão Palmense pelo trabalho artístico e foi presidente da Fundação Cultural de Palmas entre 2008 e 2010. Ele também era professor e tatuador.

No momento do acidente, Pierre estava acompanhado de uma turista canadense, que acionou os bombeiros por volta das 8h da manhã.

Conforme a corporação, o acidente ocorreu em uma trilha pouco utilizada. Parentes da vítima informaram aos militares, que Freitas sempre ia ao local fazer fotos.

A perícia informou ainda, que o corpo foi encontrado preso a uma árvore e no local havia muito sangue. Também foram encontrados os pertences da vítima como tênis, óculos e uma corrente de ouro que estavam espalhados pela vegetação por onde o corpo foi caindo.

O corpo foi resgatado pelo helicóptero da Secretaria de Segurança Pública e levado para o campo tiros de Palmas, onde foi repassado ao Instituto Médico Legal de Palmas. (Com informações G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.