Alunas – foto: ascom

Nesta quarta-feira, 1º de fevereiro, as aulas iniciarão para 77 das 81 unidades de ensino do município em Araguaína. Com a proximidade da data, os estudantes já estão contando as horas para conhecer ou reencontrar os professores, amigos e as atividades escolares. Momento ainda mais especial para a Ana Beatriz Silva, de oito anos, e outros 600 estudantes com deficiência matriculados em todas as modalidades de ensino.

A Ana Beatriz mora no Bairro de Fátima e estuda na Escola Municipal Manoel Lira, no Setor Nova Araguaína. Assim como ela, parte dos estudantes deficientes é atendida pelo serviço de transporte porta a porta. O Município dispõe de dois ônibus com acessibilidade para realizar o transporte desses estudantes.

Neste ano, a Ana Beatriz vai cursar o 2º ano do Ensino Fundamental. A mãe dela, Maria Valda Silva, conta que ela gosta de ir à escola, onde tem oportunidade de ampliar sua capacidade de interação com outras crianças e adultos fora do núcleo familiar.

Ampliação de vagas e reestruturação da rede

Neste ano, o número de vagas na Rede Pública Municipal foi ampliado de 17 mil para 25 mil, o que possibilitou a reestruturação da rede e o remanejamento de estudantes para mais próximo de suas casas. Como foi o caso dos alunos da Vila Azul matriculados na Escola Municipal Luzia Machado, no Centro da cidade. Eles foram remanejados para unidades mais próximas de suas residências, até que a Escola de Tempo Integral do setor fique pronta.

Nas creches dos setores Monte Sinai e Novo Horizonte e na Escola Municipal e creche do Lago Azul as aulas terão início em outra data a ser divulgada. “Haverá uma diferença do calendário para esses alunos porque os equipamentos adquiridos para essas novas unidades ainda estão sendo entregues. Contudo, os dias letivos serão repostos”, informou o secretário da Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Jocirley de Oliveira.

Avanços na Educação

Em quatro anos, foram investidos mais de R$ 12,5 milhões na Educação de Araguaína entre recursos federais e municipais. Foram ampliadas e reformadas 18 unidades de ensino, cinco reconstruídas e três novas foram entregues para a comunidade com padrão de excelência.

Todas as salas de aula da Rede Municipal têm ar-condicionado, inclusive as da zona rural. (Mara Santos)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.