Manoel Miranda durante ato de protesto em Palmas com os servidores
Manoel Miranda durante ato de protesto em Palmas com os servidores

“Governo não está nem ai pra nós” com essa afirmação e com nariz de palhaços os servidores da saúde em greve evocaram sua revolta durante ato de protesto nesta quarta-feira, 13, pela forma como o Governo está tratando os profissionais da saúde do Estado.

Ainda em frente o HGP apontaram também os contratos novos publicados todos os dias no Diário Oficial, a terceirização na saúde, sendo que são situações que deveriam ser evitadas e o governo persiste em não fazer esforços para tentar atender as demandas da classe.

Conforme o presidente do Sintras com esta atitude o governo está cada dia mais desvalorizando os trabalhadores em saúde.  “O governador não abre diálogo, não atende a categoria, um governador que não tem conversa com a classe. Por que ele (Marcelo Miranda) não nos atende? A saúde para ele só foi importante na época das eleições”, frisa Manoel Pereira de Miranda.

O sindicalista também reforça que os servidores não irão pôr fim o movimento paredista enquanto não houver uma proposta viável para que a categoria possa deliberar se aceita ou não.

E para demonstrar mais ainda a revolta da classe, intensificar o movimento e demonstrar para o Governo que a categoria não estar brincando, os servidores do Hospital Infantil de Palmas também adere à greve nesta quarta-feira, 13.

Durante o Ato de protesto o presidente da Central Única dos trabalhadores, José Roque Santiago, alavanca a importância do movimento. “A união faz a força, a greve tem que dar resultado, a categoria tem que ser persistente e a CUT está aqui para apoiar”, ressalta Roque.

O protesto foi realizado em Gurupi, Araguaina, Miracema e em Palmas.

A greve é em virtude do Estado não pagar retroativos do adicional noturno, insalubridade e também as progressões. Além da reivindicação pela abertura das discussões para melhoria das condições de trabalho dos servidores nas unidades hospitalares.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.